Protestos nos EUA: 20 mil membros da Guarda Nacional são convocados


Cerca de 20 mil membros da Guarda Nacional dos EUA foram convocados para ajudar a controlar os protestos contra racismo que estão acontecendo no país haá uma semana, disse a CNN, que teve acesso a um documento do Departamento de Defesa.

Pelo menos 28 estados e a capital, Washington, ativaram a Guarda.

Os protestos começaram depois que George Floyd, um homem negro, foi morto por um policial branco, Derek Chauvin, em Mineápolis. O policial, que aparece em filmagens ajoelhado sobre o pescoço de Floyd por mais de 7 minutos, foi preso. Os outros 3 policiais que participaram da abordagem, seguraram Floyd e permitiram sua morte, ainda não foram presos.

As manifestações contra o racismo e brutalidade policial se espalharam para mais de 100 cidades americanas e outros países do mundo também já demonstraram apoio ao movimento Black Lives Matter, ou Vidas Negras Importam.

Milhares de pessoas vão às ruas e os protestos costumam ser pacíficos até o começo da noite, quando incêndios, prisões e mais violência são registradas.

O presidente Trump já se mostrou contra as manifestações, que inclusive acontecem na frente da Casa Branca, e pediu ajuda de Forças Especiais para conter os manifestantes.

Foto: Dustin Chambers/Reuters

Fonte: Portal R7

Postar um comentário

0 Comentários