Facebook diz que ‘bug’ fez com que algumas pessoas vissem imagens pornográficas em postagens e anúncios


O Facebook informou nesta sexta-feira (28) que um “bug” ocorrido na noite da última quarta-feira (26) fez com que algumas pessoas vissem imagens pornográficas em postagens e anúncios públicos dessa rede social e no Instagram.

Diversas empresas e veículos de comunicação tiveram seus posts alterados. No G1, a página nacional e algumas páginas locais também foram atingidas. Essas imagens erradas não apareciam para todos os leitores e não eram vistas pelos administradores da página.
A empresa ainda informa que o problema foi corrigido no final da quinta-feira (27) e todas as imagens questionáveis foram removidas.
Segundo o Facebook, a falha aconteceu após a companhia fazer, ainda na quarta, uma alteração de código no sistema que armazena as imagens da rede, chamadas de imagens de cache.
“A imagem em cache substituta foi atribuída aleatoriamente, sem envolvimento humano e, infelizmente, algumas incluíram conteúdo questionável e que viola nossas políticas”, afirmou a empresa.

O G1 recebeu comunicado enviado pelo time de parcerias do Facebook. Leia:
“Um bug no Facebook e no Instagram fez com que algumas pessoas vissem imagens incorretas em postagens e anúncios públicos, que infelizmente incluíam conteúdo questionável e que viola nossas políticas. Queremos compartilhar informações adicionais sobre o que causou esse problema e o que fizemos para resolvê-lo.
O que aconteceu
Para ajudar na experiência das pessoas e para que as imagens carreguem mais rápido em nossas plataformas, o Facebook usa uma infraestrutura de vários servidores ao redor do mundo que armazenam imagens – chamadas de imagem de cache. Cada imagem em cache possui um identificador exclusivo que a vincula à imagem original fora das plataformas do Facebook. Na quarta-feira à noite, implantamos uma alteração de código que fez com que os sistemas configurassem incorretamente o link de várias imagens para um único identificador de imagem em cache. A imagem em cache substituta foi atribuída aleatoriamente, sem envolvimento humano e, infelizmente, algumas incluíram conteúdo questionável e que viola nossas políticas.
Quem foi afetado
Este incidente não foi um hack e este problema não é resultado de uma violação, por terceiros, de nossos sistemas, do seu gerenciador de negócios ou de suas contas de anúncio. Isso também não foi generalizado. Um número muito pequeno de pessoas no Facebook e Instagram foi afetado.

Por que conteúdo questionável foi mostrado aos usuários
A imagem em cache substituta, mencionada anteriormente, pertencia a um conteúdo externo e aleatório que já estava armazenado nesta infraestrutura externa. Localmente aconteceu desta imagem ser uma imagem pornográfica. Em alguns casos ela era um meme.
As soluções que adotamos
Nossas equipes têm trabalhado sem parar desde que foram informadas sobre o problema: desde resolver efetivamente o problema até remover o conteúdo inapropriado o mais rápido possível. Ontem ao final do dia (quinta-feira), corrigimos o problema e removemos as imagens questionáveis.
Como esse problema afeta as imagens armazenadas em cache (que são previamente salvas nos dispositivos dos usuários), um número muito pequeno de usuários ainda pode ver as imagens erradas, se encontrarem o mesmo conteúdo visualizado anteriormente. Nossas equipes estão trabalhando continuamente para implementar a correção necessária ao código e impedir que as pessoas que têm a imagem em cache em seus telefones as vejam novamente. Manteremos você atualizado assim que a correção for implantada.
Pedimos desculpas pelo ocorrido, e ressaltamos que levamos isso muito a sério. Queremos lhe garantir que tomamos as medidas necessárias para resolver o problema o mais rápido possível.”

Foto: Dado Ruvic/Reuters

Fonte: Portal G1 CE

Postar um comentário

0 Comentários