Menos de 5% seguiam afastados do trabalho na 3ª semana de agosto


A Pnad Covid19, divulgada nesta sexta-feira (11), pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), estimou em 4,8% o percentual da população ocupada que se manteve afastada do serviço na terceira semana de agosto por causa da pandemia. São 4 milhões de pessoas entre os 82,7 milhões de brasileiros empregados no país.

Essa proporção ficou estável em relação à semana anterior (5,2%) e bem abaixo da primeira semana da pesquisa, de 3 a 9 de maio (19,8%).

O levantamento também apontou que 7,3 milhões de estudantes (ou 15,9% do total) não tiveram atividades escolares nesta semana. Na semana anterior eram 7,6 milhões, ou 16,6% dos estudantes.

Segundo a Pnad Covid19, havia 82,7 milhões de pessoas ocupadas na semana de 16 a 22 de agosto, com estabilidade em relação aos sete dias anteriores (82,1 milhões) e queda em relação à semana de 3 a 9 de maio (83,9 milhões de pessoas).

A população ocupada e não afastada do trabalho, estimada em 75,9 milhões, ficou estável em relação à semana anterior (75,1 milhões) mas aumentou frente à semana de 3 a 9 de maio (63,9 milhões).

Entre essas pessoas, 8,3 milhões (ou 10,9% da população ocupada e não afastada) trabalhavam remotamente. Esse contingente ficou estável frente à semana anterior (8,3 milhões ou 11,1%). Já em relação à semana de 3 a 9 de maio houve estabilidade em números absolutos (8,6 milhões) e queda, em percentual (13,4%).
O nível de ocupação (48,6%) ficou estável frente à semana anterior (48,2%) e caiu em relação à semana de 3 a 9 de maio (49,4%).
A população desocupada do país, segundo o levantamento, estava em 12,6 milhões de pessoas. Eram 12,9 milhões na segunda semana de agosto.

Foto: MTE/Divulgação

Fonte: Portal R7

Postar um comentário

0 Comentários