Novo secretário da Segurança do Ceará afirma que o foco é reduzir os índices de crimes: ‘números não mentem’


O novo titular da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS), Sandro Caron, afirmou, em entrevista ao G1 nesta sexta-feira (11), que a sua gestão terá como foco reduzir os índices de criminalidade no Ceará.

Caron tomou posse na pasta, no lugar do também delegado federal André Costa, na última quinta (10). O principal índice de violência do estado, os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) – homicídios, feminicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte -, registra um aumento de 86,4% neste ano.
Entre janeiro a agosto deste ano, foram 2.774 CVLIs, e em igual período de 2019, 1.488 crimes. O ano de 2020 já tem mais homicídios que o ano passado inteiro, que terminou com 2.257 casos.

“O meu foco são os resultados, estatísticas, números. Os números não mentem. Nada do que for feito vai importar, se os números não forem atingidos. A gente tem o papel fundamental da Polícia Militar, preventivo, mas sem investigação nós não vamos conseguir atingir a estrutura desses grupos criminosos”, destacou.
Segundo Caron, “o aumento, nos primeiros meses deste ano, resultou principalmente do motim e também da pandemia de Covid, que chegou a colocar, durante todo esse período, mais de 8 mil servidores da Secretaria de Segurança Pública em resguardo”.

Comandantes

O secretário revelou que convidou o delegado-geral da Polícia Civil do Ceará (PCCE), Marcus Rattacaso, e o comandante do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMCE), Luís Eduardo de Holanda, para continuarem à frente das instituições.

Em contrapartida, Caron já trocou o comando da Polícia Militar do Ceará (PMCE). Saiu o coronel Alexandre Ávila, para entrar o também coronel Márcio Oliveira, que estava à frente do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio).
“É natural que os comandos, com o tempo, sejam trocados. Isso vai dentro de um processo geral de gestão. Procuramos escolher o coronel para assumir o Comando que tem um histórico operacional, para extrair o máximo”, explicou.

Foto: José Leomar/SVM
Fonte: Portal G1 CE

Postar um comentário

0 Comentários