Iniciadas comemorações aos 50 anos do Monumento do Padre Cícero


A solenidade de estreia foi realizada na manhã desta terça – feira, 29, no auditório do Memorial Padre Cícero, com as presenças dos secretários municipais, vereadores, profissionais da Educação e pesquisa e alunos da rede pública de ensino do município.

A Banda Municipal Padre Cícero abriu a cerimônia de lançamento da 1° Mostra de Literatura de Cordel de Juazeiro do Norte. Na ocasião, foi declamado pela cordelista Rosário Lustosa “O Monumento ao Padre Cícero”, de Expedito Sebastião da Silva.
A obra teve nova publicação através Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte, por meio da Secult, em uma ação da Biblioteca Pública Municipal Dr. Possidônio Silva Bem, com objetivo de homenagear o autor e poeta juazeirense.
Na ocasião foram distribuídas junto aos cordéis milhares de fitinhas comemorativas alusivas à comemoração dos 50 anos de construção da estátua.
O secretário de Turismo e Romaria, Júnior Feitosa, destacou a festa como uma celebração que veio em boa hora, por se tratar de um momento de desenvolvimento, que não apenas Juazeiro do Norte, mas toda a região vivencia.
Na oportunidade anunciou que o Cariri irá passar a integrar o mapa do turismo nacional e que a região será lançada como destino turístico brasileiro em 2020. “Isso reflete a força do pontecial da história, cultura e legado erguido por esta gente, na qual Juazeiro do Norte e Padre Cícero tiveram grande responsabilidade”, ressaltou.

O Secretário de Cultura do Município, Renato Fernandes, relembrou que o fenômeno vivido até então na cidade contrariou as machetes dos jornais da época após a morte do Padre Cícero, que desacreditavam de seu crescimento e perpetuação.
“A força do fundador da cidade é tão grandiosa que hoje toda memória em torno dele, seja ela religiosa ou afetiva, está refletida em uma cidade cada vez maior, mais desenvolvida e efervescente”, reafirmou.
Doação de acervo
A manhã foi encerrada com a exibição do filme Viva o Cariri, com a direção de Geraldo Sarno. O período da tarde foi marcado pela assinatura do termo de doação do acervo do memorialista Daniel Walker à Fundação Memorial Padre Cícero, com a presença de familiares, e da viúva do pesquisador, Teresa Neuma.

Fotos: Carlos Lourenço / Lino Fly

Acessória imprensa

Postar um comentário

0 Comentários