Dicas de filmes e livros: a importância do entretenimento de qualidade durante a pandemia


O lazer é fator fundamental e também considerado válvula de escape associado à saúde mental da humanidade. A mente necessita relaxar, especialmente abstrair as informações negativas do dia a dia, para poder atravessar um momento de complexidade de ordem mundial gerado pela pandemia da Covid-19.

No Cariri, os gestores de cultura do Sesc entendem bem esta necessidade. Entre longas atividades na elaboração de programações culturais deste período, reunindo diversos artistas e lives de apresentações, Sérgio Magalhães (supervisor de cultura do Sesc Juazeiro do Norte) e George Belisário (supervisor de cultura do Sesc Crato) sabem aproveitar bem o tempo de lazer que possuem. Os técnicos dão dicas de filmes e livros que podem ser grandes aliados nos momentos da pausa necessária de entretenimento durante o isolamento social.

No quesito filmes, Sérgio Magalhães indica três disponíveis pela Netflix:

1 – Série: Nada Ortodoxa
Desse ano de 2020, que revela a história de uma menina/mulher nascida e criada em comunidade ortodoxa judaica em Nova York. Com o desenrolar da história, ela foge para Berlim, sua cidade natal, onde vai em busca de liberdade após um casamento arrumado pela família em Nova York. “Gostei muito porque trata de uma busca a partir do lugar de fala dela enquanto mulher judia em busca de liberdade. Vale muito a pena assistir, principalmente por se tratar de uma história sobre mulher e o seu lugar na sociedade num contexto totalmente patriarcal”, relata Sérgio.

2 – Filme: O Poço
Filme de 2019, a trama se passa em uma prisão, com uma grande plataforma onde a comida é distribuída de forma vertical, subindo e descendo. São várias prisões com diversos presos dentro. “Gostei muito da história porque é algo bem atual, que se pode comparar com a sociedade de hoje no mundo inteiro, um paralelo comum e bem específico, em que o autor faz alusão ao livro Dom Quixote (Miguel de Cervantes) quanto a Bíblia”, analisa Sérgio. A busca dos personagens é sair desse poço e a chave para isso pode estar nas suas próprias atitudes.

3 – Série: A Vida e a História de Madam C.J. Walker
Uma séria curta que fala sobre a vida da primeira negra americana que conseguiu ergue um império por conta própria, tornando-se a primeira bilionária do mundo trabalhando com produtos de beleza para cabelos crespos. “A série é muito boa, sobretudo, porque se trata de uma mulher que está lutando dentro de uma sociedade machista, rodeada de homens poderosos, para poder se sobressair como empresária, e tudo só depende dela mesmo para erguer o seu império. Também outros elementos bem pertinentes no filme que hoje são bem presentes além de ser uma história de superação”, define o gestor de cultura do Sesc Juazeiro do Norte.

Livros indicados por George Belisário:

1 – De leitura rápida e fácil, “Ideias para adiar o fim do mundo”, de Ailton Krenak, é um livro pequeno na sua estrutura, porém “gigante em conteúdo”, como enfatiza e indica o supervisor de cultura do Sesc Crato. Conforme a sinopse, o livro traz uma parábola sobre os tempos atuais de um dos maiores pensadores indígenas. “É um exemplar maravilhoso. Ideal para podermos refletir um pouco sobre tudo que está acontecendo com aquilo que chamamos de civilização”, destaca Belisário.

2 – Primeiro livro da série tetralogia napolitana, de Helena Ferrante, “A Amiga Genial” nos conta a história da vida de duas amigas, Lenu e Lila. Se passa em Nápoles, na Itália dos anos 60. Traz assuntos relacionados à mulher, casamento, família, escolhas profissionais, filhos. “Super indico o livro dessa grande escritora italiana. Um belíssimo romance, muito bom de se apreciar”, comenta George.

3 – Romance histórico, do autor José de Almeida Júnior “O homem que odiava Machado de Assis”, é a terceira indicação de Belisário. “Muito gostoso de ler, bom para descontrair um pouco nesse período de pandemia, usufruindo do tempo disponível durante o isolamento, e ainda conhecer um pouco sobre a figura de Machado de Assis e sua vida, claro que, a parir de uma história reinventada. Curiosidades do Brasil colônia e tudo mais que acontecia naquela época com o olhar bem divertido. Vale super a pena a leitura”, pontua o gestor de cultura do Sesc Crato.

Ascom

Postar um comentário

0 Comentários