Serviços da Assistência Social voltam a funcionar sob regime de agendamento em Juazeiro


Os serviços da assistência social de Juazeiro do Norte retornam com atendimentos essenciais, por meio de agendamentos, voltados à população mais vulnerável e em risco social. A medida é uma estratégia de articulação colaborativa e sinérgica entre o Sistema Único de Saúde (SUS) e o Sistema Único de Assistência Social (SUAS) considerando o curso da pandemia do Coronavírus em cada localidade. 

Os serviços oferecidos serão aqueles indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade, assim considerados aqueles que, se não atendidos, colocam em perigo a sobrevivência, a saúde ou a segurança da população. Dessa forma, os equipamentos que retornarão às atividades são: os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), Centro de Referência da Mulher (CRM), Central de Interpretação de Libras (CIL), Cadastro Único (através de agendamento) e a Abordagem Social. 

Vale ressaltar que a Secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho (Sedest), desde o início do decreto de afastamento social, emitido pelo Governo do Estado do Ceará, viabilizou atendimento ao público que necessita dos serviços da assistência social de forma remota e, em caso de urgência, com visita em domicílio, tomando os devidos cuidados de prevenção de contaminação do Coronavírus. 

Agendamento 
Para realizar o agendamento, a pessoa interessada deve entrar no site da Prefeitura de Juazeiro do Norte, clicar na aba de serviços da assistência social e preencher os dados solicitados, ou entrar em contato através dos telefones dos CRAS que também estão disponíveis no site e nas redes sociais da Prefeitura. 

Para a reabertura, os profissionais irão trabalhar com protocolo de segurança que garanta a proteção e a saúde dos usuários dos CRAS, assim como dos profissionais. 

É importante que as definições no âmbito do SUAS estejam articuladas com o SUS e considerem o curso da pandemia em cada localidade, com atenção às recomendações dos Ministérios da Saúde e da Cidadania e das autoridades sanitárias locais, bem como as demais regulamentações nacionais, estaduais, municipais ou distritais relacionadas ao tema. Em cada localidade, portanto, os gestores da Assistência Social irão se articular com a área da saúde para uma avaliação cotidiana da evolução da pandemia e das medidas que devem ser adotadas.

Fonte: Site Gazeta Cariri

Postar um comentário

0 Comentários