Morre Florian Schneider, pai do pop eletrônico, aos 73 anos


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O músico alemão Florian Schneider, um dos fundadores do Kraftwerk, morreu aos 73 anos, nesta quarta-feira (6). Segundo o site britânico The Guardian, a morte foi causada por complicações de um câncer que o artista enfrentava.

Conhecida como pioneira na música eletrônica, a banda Kraftwerk surgiu no início da década de 1970 na Alemanha e ganhou notoriedade após o lançamento do álbum “Autobahn”, em 1974, que se destaca pelo forte uso de sintetizadores. Na época, o disco ficou entre os cinco mais escutados no Reino Unido e nos Estados Unidos.

Schneider esteve na banda durante 40 anos -incluindo períodos de sucesso dos álbuns “Trans Europe Express” (1977) e “The Man Machine” (1978)-, e saiu em 2008.

“Ficamos totalmente arrasados ao saber”, escreveram os membros da banda Orchestral Manoeuvres in the Dark, no Twitter.

Foto: Reprodução

Fonte: Notícias ao Minuto

Postar um comentário

0 Comentários