Papa critica quem viajou no fim do ano para fugir de bloqueios


O papa Francisco condenou neste domingo (3) as pessoas que viajaram durante as férias de fim de ano ao exterior para escapar dos bloqueios impostos em razão da pandemia de Covid-19, e disse que elas precisam ter maior consciência sobre o sofrimento dos outros.

Após a bênção semanal, o pontífice afirmou que leu notícias sobre pessoas que pegaram voos para fugir dos bloqueios de governos e buscar diversão em outros lugares.

“Eles não pensaram nos que ficaram em casa, nos problemas econômicos de muitas pessoas que foram duramente atingidas pelos bloqueios, nos doentes. [Pensaram] apenas em sair de férias e se divertir”, disse o papa.

“Isso realmente me entristeceu”, ressaltou ele em um discurso em vídeo da biblioteca do Palácio Apostólico do Vaticano.
A bênção tradicional do Angelus é normalmente dada de uma janela com vista para a Praça de São Pedro, mas foi transferida para dentro para evitar a concentração de pessoas e limitar a disseminação da Covid-19.

“Não sabemos o que 2021 nos reserva, mas o que todos nós podemos fazer juntos é nos esforçar um pouco mais para cuidar uns dos outros. Existe a tentação de cuidar apenas de nossos próprios interesses”, afirmou Francisco.
Muitos países impuseram duras restrições para evitar a propagação do novo coronavírus, que já infectou mais de 84 milhões de pessoas em todo o mundo e matou 1,8 milhões, segundo a Universidade de Medicina Johns Hopkins.

Foto: Stefano Rellandini – 30.mar.2018 / Reuters

Fonte: CNN Brasil

Postar um comentário

0 Comentários