Pesquisa aponta que Jair Bolsonaro venceria eleições em 2020.


Pesquisa do Instituto Paraná Pesquisas, divulgada hoje pela Veja, confirma algumas tendências, já observadas na sondagem anterior, do início de dezembro:

  • Bolsonaro está absorvendo todo o voto conservador, deixando cada vez menos espaço para concorrentes do mesmo espectro ideológico. O esvaziamento da candidatura de Sergio Moro, por exemplo, é impressionante. Hoje, Moro tem 12%.
  • Lula e Haddad também vem perdendo pontos nos últimos meses. Haddad, apesar de ter ficado com 45% dos votos válidos no segundo turno de 2018, hoje aparece com 9,5% a 11,7% das intenções gerais de voto, no primeiro turno.
  • Ciro Gomes ainda não conseguiu atravessar o seu muro psicológico dos 12%, mas sua resiliência é admirável, e de qualquer forma tem hoje bem mais do que no início de sua campanha em 2018, quando aparecia com menos de 5%. O fato de estar à frente de Haddad e estreitando sua diferença com Lula já constitui uma vitória política para o pedetista, porque alimenta a narrativa de que ele poderia ser o nome com mais chances de vencer o presidente.
  • Boulos, que havia crescido muito na pesquisa anterior, hoje apresenta uma oscilação para baixo, sinalizando que pode ter encontrado um teto, embora seja importante destacar que o líder sem-teto ganhou um tamanho considerável nas redes sociais, com milhões de seguidores. Mesmo que ainda tenha poucas chances de ir ao segundo turno, tudo indica que Boulos prepara uma grande performance no primeiro turno, caso o partido decida lançá-lo candidato novamente.
  • Nos cenários de segundo turno, Bolsonaro ainda ganhar de todos seus adversários, mas sua vantagem caiu muito. Lula e Ciro agora estão apenas 7 a 10 pontos atrás de Bolsonaro.

Postar um comentário

0 Comentários