Camilo anuncia auxílio financeiro para profissionais do setor de eventos


O governador do Estado do Ceará, Camilo Santana (PT), anunciou na noite desta terça-feira, 16, cinco medidas de apoio ao setor de eventos para o enfrentamento da crise financeira causada pela pandemia de Covid-19. Um auxílio financeiro no valor R$ 1 mil, dividido em duas parcelas de R$ 500, será pago para pessoas que trabalham no setor.

Além do auxílio, medidas de alívio fiscal foram tomadas pela gestão estadual para auxiliar as empresas que trabalham com eventos durante a pandemia. De acordo com o governador, um Projeto de Lei (PL) será encaminhado à Assembleia Legislativa do Estado do Ceará para que o pacote de medidas seja aprovado ainda nesta semana.

Confira abaixo todas as medidas.

1ª medida – Parcelamento das dívidas de ICMS
Qualquer empresa que trabalhe com com atividades de eventos terão a possibilidade de parcelar dívidas de ICMS em até 60 meses. 

2ª medida- Isenção do IPVA dos veículos em 2021

Empresas ou profissionais de eventos terão isenção do Imposto sobre a propriedade de veículos automotores (IPVA) em 2021. Para profissionais autônomos e microempreendedores formalizados, a isenção poderá será de um veículo. 

3ª medida – Isenção de pagamento de taxas para os equipamentos culturais do Estado
Durante os seis primeiros meses de retorno das atividades de eventos presenciais, o governo iirá isentar o pagamento de taxas, serviços ou qualquer tipo de pagamento para todos os equipamentos culturais do estado. 

4ª medida- Lançamento de edital para eventos corporativos online
Um edital para  eventos corporativos online será lançado pelo governo do Estado. A medida é avaliada no valor de R$ 4 milhões para realização de feiras, seminários, simpósios e exposições de forma virtual. 

5ª medida- Auxílio financeiro para profissionais do setor de eventos
Profissionais que trabalham com eventos, como músicos, humoristas, técnicos de som, luz, imagem, pessoas que trabalham nos bastidores dos eventos, pessoas que trabalham em circo e mais terão o auxílio de R$ 1 mil reais, dividido em duas parcelas de R$ 500. O governo avalia que aproximadamente 10 mil profissionais da área serão beneficiados com o auxílio. 

📸 Reprodução

Fonte: O Povo Online

Postar um comentário

0 Comentários