Ceará recebe 10º lote de vacinas contra Covid, com 182 mil doses


O Ceará recebe na manhã deste sábado (20) o 10º lote de vacinas contra a Covid-19. A carga, prevista para chegar 10h, contém 182.850 doses do imunizante, sendo 162.600 da CoronaVac, imunizante produzido no Brasil pelo Instituto Butantan, em São Paulo, e 20.250 da AstraZeneca, desenvolvido pela universidade inglesa de Oxford. Com a nova remessa, o Ceará recebeu um total de 1.175.250 doses, nas seguintes datas:

1º lote: 229.200 mil doses da CoronaVac em 18 de janeiro2º lote: 72.500 doses da Oxford/AstraZeneca 23 de janeiro3º lote: 33.200 doses da CoronaVac em 25 de janeiro4º lote: 115 mil doses da CoronaVac em 6 de fevereiro5º lote: 80.500 doses da Oxford/AstraZeneca em 24 de fevereiro6º lote: 49.200 doses da CoronaVac em 24 de fevereiro7º lote: 115.600 doses da CoronaVac em 3 de março8º lote: 109.800 doses da CoronaVac em 10 de março9º lote: 187.400 doses da CoronaVac em 17 de março10º lote: 162.600 doses da CoronaVac e 20.250 da Oxford/AstraZeneca em 20 de março

Grupos prioritários

No Ceará, as vacinas são aplicadas em dois grupos prioritários da primeira fase da campanha: idosos com 75 ou mais e profissionais da saúde.

A secretária da Saúde Fortaleza, Ana Estela, afirmou na terça-feira (9) que a capital cearense está próxima de finalizar a primeira fase da vacinação. Pessoas dos grupos prioritários das fases seguintes já podem se cadastrar e aguardar pelo recebimento da dose.

A Secretaria da Saúde informou na terça-feira (16) que 56 cidades do Ceará já vão avançar para a segunda fase da vacinação, o que inclui idosos com 60 anos ou mais. A pasta, no entanto, não divulgou a lista das cidades.

Neste sábado (20), algumas cidades já iniciaram a ampliação da faixa-etária de idoso para vacinação, é o caso de Caucaia, que realiza um drive-thru para idosos a partir de 72 anos receber a primeira dose do imunizante.

Vacinas aplicadas

O Ceará já aplicou 659.772 doses desde que começou a receber os imunizantes. Desse total, 189.374 pessoas tiveram a aplicação da segunda dose.

Apenas com a aplicação das duas doses a pessoa é considerada imune a casos graves da Covid-19.

📸 William Silva e Fernanda Elnour/TV TEM

Fonte: Portal G1 CE

Postar um comentário

0 Comentários