Governo libera R$ 6,6 bilhões para compra de novas doses da vacina da Pfizer


O governo federal liberou R$ 6,6 bilhões para a compra de novas doses do imunizante contra a Covid-19 feito pela Pfizer. A liberação da verba foi oficializada em publicação no Diário Oficial da União nesta quinta-feira (6). 

No total, foram disponibilizados R$ 6.600.070.620,00. Na segunda-feira (3), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que o governo estava em tratativas com a Pfizer para a compra de mais 100 milhões de doses da vacina – outras 100 milhões de doses já foram negociadas e dois lotes foram entregues nos últimos dias, somando 1,62 milhões de doses. 

O primeiro contrato de 100 milhões de doses deverá chegar integralmente ao Brasil até o fim do terceiro trimestre de 2021.
Queiroga, que nesta quinta-feira está prestando depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, disse, durante a oitiva, que o Ministério da Saúde estava na iminência de fechar o novo contrato de 100 milhões de doses com a farmacêutica americana, e que a previsão inicial é de 35 milhões de doses entregues ao Brasil até o mês de setembro de 2021.

A vacina da Pfizer pode ser armazenada em refrigeradores com temperaturas entre -15ºC e -25ºC por até 14 dias.
Com a chegada das primeiras doses do imunizante ao Brasil, o Ministério da Saúde recomentou aos gestores nos estados e municípios que o intervalo entre a primeira e a segunda dose seja de 12 semanas, enquanto a bula do imunizante recomenda intervalo de 21 dias. 

Foto: Divulgação/Ministério da Saúde

Fonte: CNN Brasil

Postar um comentário

0 Comentários