HRN e HRC orientam profissionais de saúde e acompanhantes de pacientes sobre higienização correta das mãos


Caixa da verdade’ mostra, de maneira lúdica, a forma correta de higienizar as mãos
A higienização das mãos é o método individual mais eficaz para prevenir infecções, promovendo a segurança de pacientes, profissionais e demais usuários dos serviços de saúde. Num contexto de pandemia de Covid-19, a limpeza torna-se ainda mais fundamental. Por isso, os hospitais regionais Norte (HRN) e do Cariri (HRC) promoveram, nesta semana, ações de conscientização sobre o tema.

No HRC, equipamento da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), o Serviço de Controle e Infecção Hospitalar (SCIH) realizou uma atividade com as equipes assistenciais da unidade para provocar reflexão sobre o hábito de higienizar as mãos e se este estava sendo feito da maneira correta. Com pedaços de madeira, luz negra e muita criatividade, a equipe criou a “caixa da verdade”.

Ao chegar ao setor, os profissionais do SCIH convidaram três membros da equipe assistencial para se voluntariar e colocar as mãos dentro do objeto. “No primeiro momento, todos ficam desconfiados e acham que não tem nada demais. Após aplicarmos os produtos à base de álcool e um codificador fluorescente nas mãos deles, e pedirmos para colocarem as mãos novamente na caixa, aí sim, eles enxergam a real necessidade de estar sempre reforçando os cuidados deste ato tão simples, mas fundamental na prevenção de doenças”, enfatiza a coordenadora do SCIH, Débora Duarte. “Onde não ficou a pigmentação do produto representa que a higienização não foi suficiente”, explica.

A caixa percorreu todos os andares da unidade e também abordou os acompanhantes, que são fundamentais no manejo do paciente dentro e fora do hospital. Pela importância do tema, a ação não se resume apenas ao dia 5 de maio, Dia Mundial de Higienização das Mãos. A iniciativa segue durante todo este mês em todos os setores do hospital, do assistencial ao administrativo.

Após aplicar condutor fluorescente nas mãos, luz negra indica quais áreas foram higienizadas corretamente

Hospital Regional Norte

No HRN, o foco foi promover a conscientização em acompanhantes de pacientes nos setores não-Covid. A ação, realizada na quinta-feira (6), foi organizada pelo Centro de Estudos do HRN e o SCIH, com o auxílio dos internos de Enfermagem do Centro Universitário Inta (Uninta).

Assim como no HRC, anualmente são realizadas no HRN campanhas em comemoração à data mundial que chama atenção para a higiene das mãos. “Essas ações são importantes para que possamos sensibilizar profissionais de saúde e sociedade quanto à importância desse ato tão simples, mas de tanto impacto na prevenção de infecções e disseminação de doenças”, avalia a coordenadora da SCIH, Diana Karla Muniz Vasconcelos.

A enfermeira da Educação Permanente do HRN, Ana Carolina Mesquita Moraes, explica que é necessário reforçar sempre a temática em treinamentos e capacitações. “É uma das ferramentas mais potentes quando se fala em prevenção de infecções. Então se faz necessário reforçar constantemente essa prática, seja para profissionais, pacientes ou acompanhantes. É uma ação fácil, que não demanda muito tempo e acessível em nosso ambiente hospitalar”, aponta.

HRN promove ação para conscientizar acompanhantes de pacientes nos setores não-Covid a lavarem as mãos da forma correta
Entre os acompanhantes, a iniciativa teve um impacto importante, segundo a fisioterapeuta Teresa Gleiser, de 33 anos, que acompanha o filho no HRN. “É bem interessante essa abordagem porque, como profissional de saúde, eu conheço a técnica correta de higienização das mãos, mas nem sempre no dia a dia utilizamos”.

A dona de casa Lorena Oyola, de 27 anos, nunca havia participado de uma abordagem sobre o tema. “Aprendi hoje a forma correta de lavar as mãos. É sempre bom lembrar o quanto é importante ter cuidado e lavar sempre as mãos”, indica.

A interna de Enfermagem do Uninta, Nyvia Macedo, ressalta que, para os estudantes, as técnicas também são importantes. “Foi muito bom. É de grande importância para nós como profissionais podermos contribuir com os treinamentos e capacitações no hospital”.

Fotos: Teresa Fernandes e Raquel Oliveira – Ascom HRN e HRC

Fonte: Governo do Ceará

Postar um comentário

0 Comentários