Mulher que transportava drogas em ônibus clandestino é presa pela PCCE em Missão Velha


Um trabalho continuado da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) resultou em mais uma apreensão de drogas e na prisão de uma mulher na região do Cariri. O trabalho policial ocorreu na manhã desta segunda-feira (24), no município de Missão Velha – pertencente à Área Integrada de Segurança 19 (AIS 19) do Estado. A suspeita, que estava dentro de um ônibus clandestino que vinha de São Paulo, foi capturada em posse de quase meio quilo de crack.

A cearense Virlene de Sousa Silva (33), que não possuía antecedentes criminais no Ceará, foi capturada em flagrante quando voltava de uma viagem ao Estado de São Paulo. A mulher foi capturada após um trabalho ininterrupto de combate ao tráfico interestadual de drogas na região do Cariri. O ônibus foi abordado pelos policiais civis no momento em que chegava à Missão Velha.

Com a ajuda de um cão farejador, os policiais civis chegaram à bolsa de Virlene. Nela, os investigadores encontraram 513 gramas de crack. A mulher, que não esboçou reação, foi conduzida ao Núcleo de Combate ao Tráfico de Drogas (NCTD) da Delegacia Regional de Juazeiro do Norte. Ela foi autuada em flagrante por tráfico interestadual de drogas.

Prisões anteriores

Uma mulher natural do Maranhão já havia sido presa em flagrante por tráfico interestadual de drogas, na última sexta-feira (21), no Crato. Auriene do Nascimento Pinto (18) – sem antecedentes criminais no Ceará – foi presa em posse de três tabletes de crack, com peso total de pouco mais de três quilos. A suspeita, que embarcou em um ônibus de viagem em São Luís (MA) com destino ao Cariri cearense, foi capturada e conduzida à NCTD, onde foi autuada em flagrante.

Denúncias

A Polícia Civil ressalta que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número (88) 99861-6987, que é o WhatsApp do Núcleo de Combate ao Tráfico de Drogas (NCTD) do Cariri, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem de áudio, de texto ou vídeo. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Postar um comentário

0 Comentários