52,8% dos cearenses vivem em casas com quatro ou mais moradores e 5,4% não têm banheiro, diz IBGE


Pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre moradia divulgada nesta quarta-feira (23) revela que 52,8% dos cearenses viviam em domicílios com quatro ou mais moradores no período pré-pandemia de Covid-19, sendo que 11,9% das residências tinham seis ou mais moradores.

No município de Fortaleza, o percentual era um pouco menos que a metade da população (49,3%). Conforme o IBGE, 59% dos cearenses moravam em casas onde duas pessoas dormiam no mesmo cômodo. Os dados são de 2019.

O estudo aponta ainda que 3,6% dos cearenses habitavam em situação de adensamento excessivo, quando três pessoas ou mais dormem no mesmo espaço.

Sem banheiro

A pesquisa revela também 5,4% da população no Ceará não tinham banheiro em casa em 2019, período antes da pandemia. “Essa condição se apresentava menos significativa na Região Metropolitana de Fortaleza, onde 0,6% das pessoas vivem em domicílios sem banheiro”, aponta o órgão.

Outros 33% dos cearenses estavam em domicílios com mais de três pessoas por banheiro; para a Região Metropolitana de Fortaleza, a maior proporção de pessoas, 32,4%, era em domicílios com um até dois moradores.

Renda e adensamento domiciliar

Em relação às pessoas que vivem com renda domiciliar per capita menor que 5,5 dólares, a maior parte dessas pessoas vivia, em 2019, em domicílios com quatro moradores (27,4%), enquanto os domicílios com três moradores constituíam o local de residência para 23,8% das pessoas morando em domicílios com essa mesma renda.

Proporção semelhante ocorre em Fortaleza: 27,5% das pessoas com essa renda vive em domicílios com 4 moradores; e 22,3%, em casas com três moradores.

Foto: Giselle Dutra/G1

Fonte: Portal G1 CE

Postar um comentário

0 Comentários