Ceará recebe novo lote com 243 mil doses da vacina AstraZeneca, diz Camilo Santana


O Ceará recebeu um novo lote com 243.250 doses da vacina AstraZeneca, contra a Covid-19, na manhã desta quarta-feira (2). A informação foi divulgada pelo governador Camilo Santana (PT), em publicação nas redes sociais. O chefe do executivo estadual informou, ainda, que o estado do Ceará recebe amanhã um novo lote de vacinas, com 24.570 doses da Pfizer.

“Recebemos nesta manhã 243.250 doses da vacina AstraZeneca, que serão distribuídas aos nossos municípios para continuarmos a imunização dos cearenses. Amanhã, segundo o Ministério da Saúde, o Ceará vai receber 24.570 doses da Pfizer, em voo previsto para pousar às 15h40 na capital”, escreveu Camilo Santana nas redes sociais.

Covid-19 no Ceará

A taxa de letalidade da Covid-19 cresceu entre o público da faixa etária de 25 a 39 anos no Ceará, de acordo com o IntegraSUS, plataforma da Secretaria da Saúde (Sesa) do estado. O acréscimo se dá quando comparado ao mês de abril. O gráfico estadual foi atualizado nesta terça-feira (1º).

O índice se refere à quantidade de pessoas que morreram por uma doença em relação à quantidade de infectados por ela. É diferente do conceito de taxa de mortalidade, que trata da quantidade de pessoas que morreram por uma doença em relação à população total de um lugar.

Entre os jovens de 25 a 29 anos, a taxa letalidade subiu de 0,27% para 0,28%

Entre os adultos de 30 a 34 anos, a taxa letalidade cresceu de 0,39% a 0,45%

Entre os adultos de 35 a 39 anos, a taxa de letalidade cresceu de 0,58% a 0,75%

Estas faixas etárias (25 a 29, 30 a 34, e 35 a 39) são, inclusive, responsáveis por 962 óbitos no estado desde o começo da pandemia. Os idosos acima de 80 anos lideram estatística com 5.962 óbitos, ao passo que, as crianças de 10 a 14 anos são o grupo com menos registros, com dez mortes causadas pelo coronavírus.

Entre as faixas etárias que estão sendo vacinadas contra a Covid-19 — pelo critério da idade — a letalidade caiu entre os idosos acima de 70 anos, que estão entre os primeiros imunizados com as vacinas contra a doença. Contudo, o número cresceu entre o público de 60 a 69 anos.

Ao todo, o Ceará já registrou 20.587 óbitos por coronavírus desde o início da pandemia. A letalidade do estado está em 2,6% — e há ainda 738 mortes suspeitas. Dois óbitos aconteceram nas últimas 24 horas.
Os municípios com as maiores taxas de mortalidade são:

São Gonçalo do Amarante: 375,9

Orós: 326,7

Antonina do Norte: 326,4

Fortaleza: 318,9

Sobral: 316,8

As fatalidades fazem parte de 805.134 confirmação da Covid-19, com ainda 99.990 casos suspeitos. Em contrapartida, 558.327 pessoas já se recuperaram da doença.
Já em relação às taxas de incidência (casos a cada 100 mil habitantes), as maiores são:

Frecheirinha: 20.523

Moraújo: 20.472,3

Acarape: 17.643,5

Eusébio: 16.569,1

Brejo Santo: 15.564,8

As Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) do Ceará estão com 77,32% de ocupação, com 178 pacientes aguardando transferência; e 49,13% de ocupação entre as enfermarias, que têm 106 pessoas na fila de espera por um leito.

Foto: Tiago Stille/Governo do Ceará

Fonte: Portal G1 CE

Postar um comentário

0 Comentários