Avião russo com cerca de 17 passageiros desaparece na Sibéria


Um avião russo de passageiros Antonov An-28 transportando cerca de 17 pessoas desapareceu dos radares nesta sexta-feira (16). O sinal não foi mais captado pelos radares enquanto a aeronave sobrevoava a região siberiana de Tomsk, disseram autoridades locais. Este é o segundo incidente desse tipo neste mês.
O governador da região disse que dois helicópteros foram enviados para procurar o avião, que voava da cidade de Kedrovy para a cidade de Tomsk.

A aeronave – operada pela SiLA, uma pequena companhia aérea que opera voos regionais na Sibéria em aeronaves turboélice – teria transportado cerca de 17 pessoas, incluindo três membros da tripulação, disse o governador Sergei Zhvachkin.

O incidente ocorreu menos de duas semanas depois que uma aeronave semelhante, um Antonov An-26, caiu em um penhasco em condições de baixa visibilidade na remota península de Kamchatka, no extremo leste da Rússia, matando todas as 28 pessoas a bordo.

Um Antonov-28, o mesmo tipo de avião que desapareceu em Tomsk, caiu na floresta de Kamchatka em 2012, matando 10 pessoas. Os investigadores disseram que os dois pilotos estavam bêbados no momento do acidente.
Os padrões de segurança da aviação russa melhoraram nos últimos anos, mas os acidentes, especialmente envolvendo aviões envelhecidos em regiões remotas, não são incomuns.

Foto: Sergei Savostyanov\TASS via Getty Images

Fonte: CNN Brasil

Postar um comentário

0 Comentários