Hemoce Crato inicia serviço de recuperação intraoperatória de sangue


Prática ocorre por meio de uma máquina automática de autotransfusão, que realiza a recuperação do sangue perdido em procedimentos cirúrgicos de grande porte.

O Hemocentro Regional de Crato, unidade do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), equipamento vinculado à Secretaria estadual da Saúde (Sesa), passa a oferecer o serviço de recuperação intraoperatória de sangue. A técnica, que faz o reaproveitamento de sangue do próprio paciente, foi realizada pela primeira vez no Hospital do Coração do Cariri, em Barbalha, na quarta-feira (21). O Hemoce é responsável pelo serviço e conta com 20 profissionais aptos para o procedimento no Estado – três deles estão na unidade do Crato.

A prática ocorre por meio de uma máquina automática de autotransfusão, conhecida como Rios/Cell Saver, que realiza a recuperação do sangue perdido em procedimentos cirúrgicos de grande porte, possibilitando a reinfusão no próprio paciente durante a cirurgia.

É utilizada principalmente em transplantes de órgãos sólidos, cirurgias cardíacas, vasculares e ortopédicas, pacientes em que a religião não permite a realização de transfusão e com tipos sanguíneos raros. Em Barbalha, a técnica foi realizada duas vezes em pacientes que se submeteram a cirurgias cardíacas.

Claudianne Maia, coordenadora do Serviço de Recuperação Intraoperatória de Sangue do Hemoce, participou do primeiro procedimento no Cariri e conta como a Rios atua. “A máquina foi utilizada por se tratar de cirurgias que sangram muito, diminuindo a necessidade de transfusões e, consequentemente, reduzindo o risco transfusional para o paciente. Na primeira cirurgia, foi recuperado 481 ml de concentrado de hemácias, em que o paciente recebeu o próprio sangue que foi lavado, recuperado e devolvido. Já no segundo procedimento, foi recuperado 1.202 ml de concentrado de hemácias”, detalha.

Hemoce é responsável pelo serviço e conta com 20 profissionais aptos para o procedimento no Estado – três deles estão na unidade do Crato
A técnica de autotransfusão também é realizada em Fortaleza. No interior do Ceará, o Hemocentro de Sobral já faz uso da Rios.

Só em 2020, mais de 937 procedimentos foram realizados pelo Hemoce. “Desde os anos 2000, o Hemocentro de Fortaleza conta com o serviço de recuperação intraoperatória de sangue; em 2018 foi a vez da unidade de Sobral e, agora, conseguimos implantar no Crato. Este passo é muito importante porque, dessa forma, conseguimos descentralizar o serviço e oferecer um atendimento especializado dentro e fora da Capital”, avalia Luciana Carlos, diretora-geral do Hemoce.

Fabíola Biscuccia, diretora do Hemoce Crato, ressalta a importância do serviço para a região. “Estamos iniciando a recuperação intraoperatória com as cirurgias cardíacas por causa da demanda, mas pretendemos expandir a atuação para outras unidades da região que necessitarem da utilização do serviço. O Cariri ganha mais um serviço por meio da nossa instituição”.

A máquina de recuperação intraoperatória será utilizada em pacientes que irão realizar cirurgias cardíacas eletivas nas segundas, quartas e sextas-feiras no Hospital do Coração do Cariri.

Hospitais atendidos

Além de fornecer o serviço sem custo aos hospitais, o Hemoce disponibiliza profissionais capacitados para operar a máquina. Atualmente, o Hemoce conta com dez equipamentos nas unidades de Fortaleza, Sobral e Crato, atendendo os hospitais de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart (HM), Geral de Fortaleza (HGF), do Coração de Sobral (Filantrópico); o Instituto Dr. José Frota (IJF), da rede municipal; o Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), da rede federal; o Hospital do Coração do Cariri, entre outros.

Foto: Hemoce/Divulgação

Fonte: Governo do Estado

Postar um comentário

0 Comentários