Inscrição do Enem 2021 vai ser paga pelo governo aos alunos que tiveram isenção negada, aprova Assembleia Legislativa do Ceará


O pagamento da inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 para egressos da rede pública estadual vai ser feito àqueles que, por conta da pandemia de Covid-19, não prestaram a prova em 2020 e neste ano tiveram os pedidos de isenção indeferidos pelo Governo Federal. A medida foi autorizada pela Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira (1º).

A medida foi aprovada na Casa após apreciação do projeto de lei encaminhado pelo governador Camilo Santana. Serão beneficiados pelo pagamento da inscrição do Enem 2021 cerca de quatro mil estudantes.

“Nós iremos garantir o pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 85, para todo aluno de escola pública que teve o pedido de isenção da inscrição negado pelo Governo Federal. Incluindo todos os alunos que concluíram a 3ª série do Ensino Médio em 2020, mas que não fizeram ainda o Enem, por conta da pandemia, e precisam se inscrever. Não podemos deixar que estes jovens sejam prejudicados”, garantiu o governador.

Conforme Camilo, o Ceará tem um histórico expressivo de alunos inscritos no Enem, entre 95 e 98%, um dos maiores índices do Brasil.
A secretária da Educação, Eliana Estrela, também reconheceu a importância dessa medida para garantir a participação dos estudantes da rede pública estadual no Enem. “Esta iniciativa do Governo do Ceará é mais um incentivo para que todos possam fazer as provas com tranquilidade e, assim, ingressar no ensino superior”, afirmou.

As inscrições para o Enem 2021 seguem até 14 de julho. A prova está marcada para os dias 21 e 28 de novembro.

Proposta do governo

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), enviou à Assembleia o projeto nesta terça-feira (29), propondo a garantia que o pagamento da taxa de inscrição do Enem aos alunos da rede estadual que tiveram o pedido de isenção negado pelo governo federal.

“Estou encaminhando uma lei para a assembleia hoje para votação sob regime de urgência em que o estado do Ceará vai pagar a inscrição de todos os alunos que foram indeferidos pelo governo federal para o próximo Enem. Ou seja, todo aluno de escola pública, seja ele que saiu da escola há um ano atrás, terá direito, o governo do estado vai pagar a sua inscrição no valor de R$ 85 no Enem”, disse o governador.

Compra de tablets

Camilo também anunciou que está fazendo uma nova licitação para a compra de 170 mil tablets e chips que serão destinados aos alunos do segundo ano do ensino médio da rede estadual. Ele garante que, ainda este ano, todos os alunos do ensino médio receberão o equipamento para auxiliar nos estudos.

“Estamos agora fazendo uma nova licitação. São mais 170 mil tablets que nós vamos comprar, porque agora nós vamos dar também para o segundo ano, e estamos trabalhando para dar também para o terceiro ano. Ou seja, todos os alunos do primeiro, segundo e do terceiro ano do governo do estado do ensino médio, receberão, ainda este ano, dependendo da entrega da empresa, o seu tablet com chip”, disse.

O governador também afirma que, conforme novos alunos forem ingressando nas escolas estaduais, também vão receber o equipamento.
“Todo ano, os alunos que forem ingressando, também vão recebendo esse equipamento. São investimentos que o estado tem feito para colocar a educação do Ceará conectado a um mundo mais moderno, com mais conectividade. Isso é uma forma importante para agregar valor no aprendizado dos nossos alunos e alunas cearenses das nossas escolas”, afirmou Camilo.

Foto: Ana Carolina Moreno/G1

Fonte: Portal G1 CE

Postar um comentário

0 Comentários