Ocupação de leitos de UTIs no Ceará é a menor desde setembro de 2020


O Ceará registrou nesta quinta-feira (29) 52,13% de ocupação em Unidades de Terapia Intensiva (UITs) para adultos com Covid-19. É a menor taxa deste indicador desde setembro de 2020, quando o Estado chegou a 50,34% de leitos em UTIs ocupados.

Os dados são da plataforma IntegraSUS, gerenciada pela Secretaria da Saúde do estado (Sesa), e foram atualizados às 7h04.
Durante a segunda onda, ocorrida entre março e maio deste ano, as unidades hospitalares do Ceará chegaram a 100% de ocupação de UTIs, fazendo com que os hospitais públicos saturassem, com dificuldades em obter oxigênio e kit para intubar os pacientes. Na época, as mortes por Covid também cresceram.
Durante esse período, que foi mais longo que a primeira onda da doença, houve aumento dos leitos para pacientes com Covid pelo Governo do Estado.

Com o fim da segunda onda, os índices de casos confirmados e mortes pelo novo coronavírus vêm decrescendo, segundo os dados do IntegraSUS. Da mesma forma, a ocupação das enfermarias exclusivas para pacientes com Covid-19 também acompanharam a queda e atualmente registra 25,67% de ocupação nesta quinta.

Hospital Leonardo da Vinci

O Hospital Leonardo da Vinci, unidade de referência no tratamento de casos de Covid-19 no estado, localizado e Fortaleza, está com 43 dos 46 leitos de UTIs ativos para o novo coronavírus ocupados. Já em relação aos leitos de enfermaria, 23 dos 27 leitos ativos também estão com pacientes.

A unidade, que chegou a ter 107 leitos de UTIs exclusivos para Covid-19, voltou a realizar cirurgias eletivas com da queda de casos, internações e óbitos pela doença desde o fim de junho em todas as regiões do estado.

Foto: HGF/Divulgação

Fonte: Portal G1 CE

Postar um comentário

0 Comentários