Exu (PE) confirma caso da variante Delta


A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) recebeu, nesta sexta (27), mais uma rodada de sequenciamento genético de amostras de pacientes confirmados para a Covid-19 feito pelo Instituto Aggeu Magalhães (IAM / Fiocruz PE).

Das 148 amostras sequenciadas, 8 (5,4%) apresentaram a variante Delta. Os pacientes infectados eram dos municípios do Recife (5), Olinda (1), Cabo de Santo Agostinho (1) e Exu (1), cidade vizinha ao Crato, na região do Cariri cearense. As coletas dos materiais biológicos desse público ocorreram entre os dias 31 de julho e 05 de agosto.

Entre os 8 casos da variante Delta, 3 foram em pessoas do sexo masculino e 5 do sexo feminino, com idades entre 16 e 56 anos. Com isso, totalizam 10 casos de Delta em Pernambuco. Além das 8 informadas nesta sexta, 2 já tinham sido divulgadas em meados deste mês, de pacientes de Abreu e Lima e Olinda que adoeceram em julho.

“Na análise dos dois primeiros casos, a vigilância em saúde não identificou vínculo epidemiológico dos pacientes com casos confirmados para a Delta ou viagem para áreas de circulação do vírus, o que mostrava que já há circulação comunitária da Delta em Pernambuco. Agora, os municípios de ocorrência desses novos casos, com o apoio do Estado, também farão um trabalho de vigilância com essas pessoas, para averiguar se há vínculo epidemiológico com os casos confirmados anteriormente, se há adoecimentos secundários e a necessidade de testagem de contatos. Esse achado da Fiocruz PE é importante para sabermos a circulação das variantes em nosso território, mas reforço que, independente do tipo, não podemos relaxar nas medidas sanitárias e precisamos continuar avançando na vacinação, ofertando mais primeiras doses e concluindo os esquemas vacinais com a segunda dose”, afirma o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Durante a reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) da última quinta, a superintendente de Imunizações da SES-PE,Ana Catarina de Melo, lembrou da necessidade dos municípios fazerem busca ativa dos seus munícipes com a segunda dose em atraso para que esses concluam o esquema, principalmente por causa do maior grau de transmissão da Delta.

Por gazeta do cariri

Postar um comentário

0 Comentários