Taxa de vacinação com 1ª dose no Ceará está abaixo da média nacional


A taxa de vacinação com a primeira dose da vacina contra a Covid-19 no Ceará está abaixo da média, com 43,48%, segundo levantamento do Consórcio dos Veículos de Imprensa, divulgado neste domingo (8). Atualmente, o Brasil tem 50,45% da população vacinada com a primeira dose, o que equivale a 106.836.153 pessoas.

Ceará é um dos estados do Brasil que menos recebem vacinas contra Covid-19, segundo secretaria
O Ceará tem, até o momento, 3.994.562 pessoas vacinadas com a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus. O estado do Ceará tem apenas 19,14% da população vacinadas com as duas doses ou com a dose única da Janssen. O total é de 1.758.826 pessoas consideradas imunizadas no estado.

Sete estados do Brasil aparecem com a taxa de vacinação com a D1 abaixo do Ceará. São eles: Alagoas, Amapá, Maranhão, Pará, Piauí, Roraima e Tocantins.

Envio de mais doses
A Justiça Federal no Ceará deu um prazo de cinco dias, a contar da quinta-feira (5), para que a União se manifeste sobre o pedido de revisão da metodologia de remessa de vacinas e o efetivo envio de mais doses para o Ceará e outros estados do Norte e Nordeste.

Na quarta-feira (4), MPCE, Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Público do Trabalho (MPT) ajuizaram ação civil pública solicitando o envio das doses de forma proporcional ao total da população do Ceará e dos demais estados dessas regiões.

A ação pede que sejam enviadas ao Ceará um total de 1.440.932 de doses adicionais de vacinas contra a Covid-19 para corrigir o déficit decorrente das doses enviadas a menos nos grupos prioritários de idosos e profissionais de saúde, “já que a distorção na distribuição das vacinas para o Ceará vem ocorrendo desde o início da campanha de vacinação contra Covid no Brasil”.

‘Tratamento discriminatório’
O número de doses enviadas nos últimos meses para o Ceará, segundo o MPCE, “demonstra tratamento discriminatório na distribuição de vacinas.”

Conforme o MPCE, enquanto em outros locais chegou a ser enviado o equivalente a mais de 90% da população no estado, o Ceará recebeu 71,22%.

Caso as medidas não sejam cumpridas, a ação pede aplicação de multa mínima de R$ 100 mil por dia de atraso da União e de R$ 10 mil por dia de atraso para os gestores responsáveis. Caso seja necessário estender o prazo para a União se manifestar, a ação pede que seja fixado prazo de 24 horas, inclusive em plantão, diante da urgência do pedido. (g1)

Fique bem informado 

Postar um comentário

0 Comentários