Universidades públicas do Ceará não retomam aulas totalmente presenciais neste ano


As universidades públicas cearenses não devem retomar atividades presenciais neste ano. Apesar de os indicadores de Covid-19 estarem estabilizados no estado, com queda nos índices de óbitos e casos, e a cobertura vacinal seguir avançando, instituições avaliam que ainda não é o momento, uma vez que a vacina não chegou a todos os estudantes e os indicadores não dão total segurança ao retorno.

O Governo do Estado autorizou, em 24 de junho, o retorno de atividades teóricas em instituições de ensino superior. Antes, já estavam permitidos os trabalhos práticos movidos por universidades e faculdades que requeriam a presença dos estudantes.

UFC

A Universidade Federal do Ceará (UFC) afirmou que as aulas presenciais estão previstas para retornar apenas em 2022, mas este semestre “marcará o início da transição para o formato presencial”. Contudo, a instituição argumenta que isso depende do declínio nos índices de Covid-19, do avanço no ciclo de vacinação da comunidade acadêmica e da capacidade de resposta do sistema estadual de saúde. As determinações são válidas para todos os campi no estado.

Uece

A Universidade Estadual do Ceará (Uece) também não pretende retomar aulas presenciais neste ano. De acordo com a pró-reitora de Graduação, Maria José Camelo Maciel, o próximo semestre, que se inicia em setembro, será de forma remota.

“A cobertura vacinal para a faixa etária estudantil não nos dá a segurança para o retorno presencial. Ainda nesse momento, não há um cenário propício. A gente está organizando nossa estrutura para pensar nessa volta no semestre que se iniciará 2022”, afirma.

IFCE

O Instituto Federal do Ceará (IFCE) também prorrogou o ensino remoto até o fim do ano. Os membros do Conselho Superior da unidade (Consup) decidiram, por unanimidade, pela sua manutenção em razão da pandemia.

Segundo a instituição, os conselheiros, porém, decidiram que “serão discutidas, nas próximas reuniões, possibilidades de retorno gradual de atividades presenciais necessárias à garantia da continuidade do rendimento acadêmico dos alunos”. Para isto, também serão avaliados os indicadores epidemiológicos da doença e os índices de vacinação.

UFCA

A Universidade Federal do Cariri (UFCA) informou que o semestre atual, que seguirá até o dia 6 de setembro, continuará em formato remoto. Segundo a instituição de ensino, “o retorno das aulas teóricas e práticas para todos os cursos da UFCA dependerá do avanço da cobertura da vacina contra a Covid 19”.
A reportagem questionou a Universidade Regional do Cariri (Urca), mas, até o fechamento deste texto, não houve respostas.

Foto: Viktor Braga/Divulgação

Fonte: Portal G1 CE

Postar um comentário

0 Comentários