SpaceX lança foguete com turistas à orbita da Terra pela 1ª vez na história


Space X, do bilionário Elon Musk, vai levar 4 pessoas à órbita terrestre por 3 dias na missão Inspiration4, que decola nesta 4ª feira (15.set.2021). Esta será a 1ª vez que civis desacompanhados de astronautas farão a viagem.

A cápsula Crew Dragon Resilience será lançada no topo de um foguete Falcon 9. O lançamento está previsto para começar às 21h (horário de Brasília), a partir do Kennedy Center da Nasa, na Flórida.

TRIPULAÇÃO

Ao contrário de Jeff Bezos (Blue Origin) e Richard Branson (Virgin Galactic), rivais da SpaceX, Musk preferiu não embarcar. A Crew Dragon tem espaço para 6 tripulantes, mas levará só 4:

Jared Isaacman, de 38 anos, fundador da empresa de comércio eletrônico Shift4 Payments. Ele está financiando a missão e será o comandante;
Chris Sembroski, de 42 anos, ex-veterano da Força Aérea dos EUA e trabalha na indústria da aviação. Foi escolhido entre 72 mil participantes que participaram de uma campanha de arrecadação de fundos para o St.Jude Children’s Research Hospital;
Hayley Arceneaux, de 29 anos, médica assistente do St.Jude Hospital. No mesmo hospital, aos 10 anos, ela recebeu um joelho artificial e uma prótese de titânio no lugar do fêmur, depois de ser submetida a um tratamento contra o câncer. Hayley será a 1ª pessoa com prótese a ir para o espaço;
Sian Proctor, de 51 anos, geocientista escolhida por Isaacman. Ela será 4ª quarta mulher afro-americana a viajar ao espaço.

Cada 1 dos tripulantes representa 1 pilar da missão: Isaacman representa liderança; Sembroski, generosidade; Arceneaux, esperança; e Proctor, prosperidade.

Como a viagem não contará com a presença de astronautas, os 4 membros da tripulação receberam 5 meses de treinamento.

O estado de saúde dos viajantes já foi testado e os exames continuarão a ser realizados enquanto estiverem no espaço e quando voltarem. O objetivo é entender como a frequência cardíaca, o sangue e as habilidades cognitivas dos passageiros vão responder para usar esses dados em futuras viagens de turismo espacial.

VOO
Ao contrário dos voos feitos pelos donos da Virgin Galactic e da Blue Origin, a Space X chegará à órbita terrestre e entrará em trajetória circular, como a Lua. Para isso, segundo especialistas, a cápsula precisa voar 6 vezes mais rápido do que numa viagem suborbital.

A espaçonave levará 90 minutos para dar uma volta completa ao redor da Terra, de acordo com a Reuters. Ela deve alcançar mais de 27.358 km/h e chegar a 575 km de altitude. A Estação Espacial Internacional fica a aproximadamente 408km de altitude.

Bezos e Branson fizeram voos suborbitais, quando não chega a entrar na órbita da Terra. Eles atingiram 107km e 85km de altitude, respectivamente. A posição foi suficiente para que os tripulantes ficassem a gravidade zero por alguns minutos. Logo na sequência, as aeronaves voltaram.

Outro diferencial da missão é que a espaçonave não pousará na Estação Espacial Internacional. Todas as viagens para o espaço desde a missão final de manutenção do telescópio Hubble, a STS-125, em maio de 2009, foram para a estação.

Para deleite dos viajantes, a Resilience tem uma janela em formato de redoma, batizada de Cupola, que oferece visão em 360º do espaço. A “vista mais incrível da órbita da Terra”, afirmou a SpaceX.

A empresa tem 4 missões fechadas com a Axiom Space para levar tripulações privadas à Estação Espacial Internacional no ano que vem.

Postar um comentário

0 Comentários