Medimagem vai doar trinta mamografias sociais para mulheres carentes este mês


Interessadas devem se cadastrar junto à ong Rosas Cariri, que vai selecionar mulheres com histórico familiar, suspeita da doença e ou que nunca fizeram o exame.

Em 2019, de acordo com a Revista de Saúde Pública, 1 milhão e 900 mil mulheres fizeram o exame de mamografia pelo SUS e, em 2020, esse número caiu para 1 milhão e 100 mil. Ou seja, 800 mil mulheres deixaram de fazer o exame, fato que tem ligação direta com a pandemia. Outro dado assustador é que atualmente cerca de 4 mil mulheres brasileiras estão com câncer de mama e não sabem.

A preocupação da Medimagem Cariri não é penas “vender”exames e procedimentos à população, mas ir além disso; Engloba o emocional e o social.

A campanha, que tem como lema “Eu quero te ver sorrindo” e como embaixadoras as integrantes do grupo Nazirê, preza pelo lado humano e pela história de todas as mulheres.

O médico radiologista, Gustavo Saraiva, muito emocionado, destacou que a história particular de cada mulher é muito importante para a instituição, tanto que várias parcerias são formadas com instituições, como a “ONG Amor em Mechas”, responsável por angariar cabelos para confecção de perucas que são distribuídas com mulheres que estão com câncer; só este ano, a urna de coleta na clínica arrecadou quase 5 quilos de cabelo que darão para confeccionar cerca de 10 perucas.

Outra parceira da campanha é a “ONG Rosas do Cariri”, que acolhe mulheres com câncer e cadastra pela rede social, mulheres que precisam fazer exames de imagem e não podem pagar. Ano passado, a clínica doou 20 exames, nesta campanha, a expectativa é doar mais mamografias sociais.

Durante este mês, a Medimagem fará doação de 30 (trinta) exames de mamografia, através do cadastro das interessadas junto ao grupo Rosas Cariri, com prioridade para mulheres que nunca fizeram exame, paciente com histórico familiar e mães de crianças com câncer.

As duas organizações estavam representadas no evento de lançamento da campanha, durante coletiva de imprensa, que ocorreu ontem, terça-feira, 05, no auditório da Medimagem. As mulheres deram depoimentos emocionantes como o de Solange Lima que já teve câncer, se recuperou e hoje ajuda outras mulheres que tiveram o diagnóstico positivo.

Quanto antes buscar informação, melhor para a prevenção!

Assessoria Commonike
commonike.com.br

Postar um comentário

0 Comentários