Trajetória de Padre Cícero será abordada em série de TV


A trajetória do padre cearense Cícero Romão Batista, o conhecido “Padim Ciço”, será contada em uma série de TV. A obra “Cícero” é co-produzida pelas empresas baianas Têm Dendê Produções e Origem Produtora de Conteúdo. Além de ser transmitida pela TV Ponta Negra, afiliada do SBT no Rio Grande do Norte, a previsão é que, ainda este ano, “Cícero” também seja exibida pela TV Ceará.

A temporada completa contará com dez episódios com cerca de 45 minutos. Como trama, será aprofundada a história do Padre que morreu sem conciliação com a igreja católica após o caso conhecido como “milagre da hóstia”, no final do século XX, e que só foi perdoado pela igreja em 2015. A série promete apresentar momentos importantes da vida do sacerdote, misturando ficção e documentário.

“O público vai conhecer uma nova abordagem da figura controversa do Padre. Da devoção de milhares de pessoas, até a rebeldia à hierarquia católica, que culminou em um rompimento secular com a igreja. Uma trajetória que mistura documentário e ficção, imperdível”, explica Vânia Lima, diretora geral da série.

Segundo Pola Ribeiro, um dos diretores da série, é um momento muito propício para retratar essa história. “Cícero é uma figura muito contemporânea, que está no teatro, que está na Sapucaí. Político, foi à guerra, negociou com lampião, tentou resolver a vida das pessoas, fundou uma cidade que hoje é a mais rica da região do Cariri e cumpre uma profecia feita por ele, ou seja, pragmático, ele tem a vida como um testemunho”, destaca.
Padre Cícero será interpretado pelo ator Antônio Fábio, que tem no currículo trabalhos como Onde Nascem os Fortes (2018), O Canto da Sereia (2013) e Amores Roubados 2014, produzidas pelos Estúdios Globo. Segundo o ator, o principal desafio em retratar o clérigo foi a caracterização.

“Me tornar parecido com Cícero foi desafiador. E foi muito gratificante também porque durante as gravações as pessoas queriam tirar fotos comigo e diziam que eu parecia com esse personagem que faz parte do imaginário humano”, comenta.

A adaptação para a TV é feita pelos diretores Pola Ribeiro e Athos Muniz, além dos roteiristas Brisa Benjamin, Daniel Arcades, Gustavo Erick e Márcia Moreira. Para compor a narrativa, foram recolhidos depoimentos dos romeiros que mantêm viva a memória do sacerdote, além dos professores e pesquisadores da trajetória de Cícero. A obra e é desenvolvida com recursos do Fundo Setorial do Audiovisual da Ancine.

(Foto: Divulgação/Têm Dendê Produções)
Fonte: O Povo

Postar um comentário

0 Comentários