Ernando Uchoa Lima, ex-presidente da OAB, morre aos 89 anos


Nesta segunda-feira, 27, faleceu Ernando Uchoa Lima aos 89 anos. Em sua extensa carreira na advocacia, Ernando Uchoa Lima foi presidente nacional da OAB.

A presidente em exercício da OAB Ceará, Vládia Feitosa, decretou luto oficial por três dias (portaria 105/21 e determinou que as bandeiras da Sede da Seccional e das Subseções de todo o Estado permaneçam hasteadas a meio mastro durante esse período. Não haverá velório. Será uma cremação restrita aos familiares.

Nascido em 1932, o advogado foi o único cearense a comandar o Conselho Federal da OAB no triênio 1995 a 1999, e antes disso exerceu a presidência da OAB Ceará nos triênios 1989/1991 – 1991/1993. Ernando Uchôa Lima teve sua trajetória marcada por uma relevante atuação na seara criminal, magistério e carreira política, tendo exercido o cargo de Senador da República, Secretário de Estado nas pastas de Justiça e Cultura. Era membro da Academia Cearense de Letras e já foi agraciado com as comendas: medalha Advogado Padrão da OAB-CE, medalha José de Alencar e Troféu Sereia de Ouro.

Notas de pesar

“Com muita tristeza e saudade, comunico o falecimento do ilustre e querido amigo MHV Ernando Uchoa Lima. Foi um grande presidente do CFOAB, muito digno, conciliador, acolhedor e fraterno com todos nós. Deixa um exemplo para o Ceará, para o Brasil e para a advocacia brasileira. Que Deus abençoe sua alma e espírito e proteja sua família”. Siqueira Castro

“Com enorme tristeza, recebo a notícia do falecimento do jurista e ex-presidente da OAB Nacional Ernando Uchoa Lima. Este grande amigo e irmão destacou-se enquanto homem de conduta pessoal, ética e profissional irretocáveis, com passagens memoráveis pela presidência da OAB/CE e como membro do Conselho da Justiça Federal, representando a classe dos advogados. De notável conhecimento jurídico e humanístico, Ernando Uchoa Lima representa uma perda irreparável não só para a advocacia, mas também para todo o sistema de Justiça e para a sociedade brasileira. Seu legado de honrosos serviços prestados à cidadania será eterno! Que Deus, em sua infinita misericórdia, conforte a família e os amigos neste momento de luto”. Ministro Humberto Martins, presidente do STJ.

“Uma perda imensurável para o direito. A Ordem se solidariza com a família e amigos nesse momento de profunda dor e reitera que seu legado muito nos orgulha e será sempre lembrado, não só no estado do Ceará, mas em todo o país”. Vládia Feitosa, presidente em exercício da OAB Ceará.

Via Migalhas 

Postar um comentário

0 Comentários