Vacinas da Pfizer para crianças entre 5 e 11 anos devem chegar ainda em janeiro ao Ceará, diz Camilo


O governador Camilo Santana (PT) informou que as vacinas para imunização das crianças de cinco a 11 anos devem chegar ao Ceará ainda em janeiro. A aplicação dos imunizantes da Pfizer/BioNTech contra a Covid-19 foi aprovada, nesta terça-feira (4), no estado.

“A previsão é que agora, já na segunda quinzena desse mês ou até antes — até o dia 10 — deve iniciar a chegada das primeiras doses para a gente iniciar”, comentou o governador. Ele disse que, inclusive, cadastrou os filhos Pedro, de 11 anos, e Luiza, de nove anos.

“Essa vacina já está sendo aplicada em vários países do mundo, nos Estados Unidos e na Europa. Então, é uma vacina testada, com eficácia”, complementou Camilo.

“Graças a Deus, o Governo Federal voltou atrás e autorizou a compra das vacinas. Segundo informações dadas pelo próprio ministro, o Brasil vai disponibilizar 20 milhões de doses agora nesses primeiros meses”, informou o governador do Ceará.

Aplicação aprovada no estado

A vacinação contra Covid-19 em todas as crianças com idades entre 5 e 11 anos, sem prescrição médica, mediante cadastro prévio na plataforma Saúde Digital foi aprovada no Ceará. A decisão foi divulgada nesta terça-feira (4) pela Secretaria da Saúde estadual (Sesa), e considerou a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), ainda em dezembro de 2021.

A Comissão Intergestores Bipartite do Ceará (CIB/CE), colegiado permanente de gestores da Saúde do Estado e dos 184 municípios cearenses, aprovou que o imunizante a ser aplicado na população desta faixa etária é o da Pfizer/BioNtech. O início da vacinação neste grupo ocorrerá tão logo o Ministério da Saúde (MS) envie os imunobiológicos.

A substância aprovada para o público infantil é um terço da dose administrada em adolescentes (a partir de 12 anos) e adultos. Para a vacinação, as crianças devem estar acompanhadas de pais ou responsáveis. Um documento de identificação oficial dos pequenos também será exigido.

A distribuição das doses das vacinas aos municípios se dará por meio do cadastro na plataforma Saúde Digital e a operacionalização seguirá as faixas etárias por ordem decrescente.
De acordo com o secretário da Saúde do Ceará, Marcos Gadelha, a vacinação neste público é mais do que necessária, principalmente diante do atual contexto epidemiológico estadual e nacional.

“Estamos em um cenário em que temos, simultaneamente, a variante Ômicron da Covid-19, aumento de casos de influenza e, daqui a pouco, estaremos no período propício para proliferação do mosquito da dengue, caso a população não tome os cuidados necessários. Além disso, o retorno das crianças às escolas é outro indicativo de que é preciso vacinar; elas podem ser vetores de infecção para outros grupos”, avalia.

Detalhes da vacina

A formulação da vacina para crianças será aplicada em duas doses de 0,2 mL (equivalente a 10 microgramas), com pelo menos 21 dias de intervalo entre as doses. A tampa do frasco da vacina virá na cor laranja, para facilitar a identificação pelas equipes de vacinação e também por pais, mães e cuidadores – em vez da tampa de cor lilás, utilizada para aplicação com pessoas das outras faixas etárias.

A vacina da Pfizer está registrada no Brasil desde o dia 23 de fevereiro de 2021. Em 11 de junho deste ano, a Anvisa já havia autorizado a indicação da vacina para a faixa etária de 12 a 16 anos.

Foto: Miva Filho/Divulgação / Fonte: G1 CE

Postar um comentário

0 Comentários