Carlinhos Maia diz que vai abrir banco e que já investiu mais de R$ 100 milhões


O empresário e humorista Carlinhos Maia revelou aos seus seguidores que pretende abrir um banco próprio com o nome de GiraBank, uma homenagem aos fãs dele denominados como “girassóis”.

Pelas redes sociais, o influenciador deu mais detalhes do projeto. “Vou lançar um banco. Com dinheiro, empréstimo, cartão. Tem muita gente séria e que já mexe com banco há muito tempo. Decidimos investir cento e tantos milhões de reais no banco. Isso é emprego, renda e é fazer história”, comentou.

“Sou um puta de um empresário. Vocês vão ter meu cartão na carteira. Sempre sonhei em ter um banco quando não tinha um tostão”, emendou ele.

Em dezembro de 2021, um nude dele havia sido vazado. Ele se descuidou enquanto fazia Stories durante o banho e teve um nu frontal exposto no Instagram. Ao perceber o que havia acontecido, ele excluiu a parte do vídeo e pediu desculpas.

Porém, o nome dele foi parar nos Trending Topics do Twitter e muita gente não respeitou o desejo do comediante de não passar para frente o trecho em que ele aparece nu.

“Estou morto de vergonha. Juro. Não repercutam. Não é assim. Que humilhação perto do Natal. Por isso que às vezes não posso ser eu mesmo. Estava preparando para vazar um nude bonito. Era o meu sonho, vocês sabem disso. Aí vem uma r* encolhida, tomando banho no frio”, disse.

No momento do flagra, ele mostrava a tentativa de o marido, Lucas Guimarães, de dar banho e de lavar a cabeça dele. Em um movimento, a câmera do celular acabou pegando a parte de baixo do corpo dele.

Mas essa não é a única polêmica de Carlinhos no ano. Em agosto, ele foi condenado pela 11ª Vara Cível de Aracaju a pagar uma indenização de R$ 30 mil por rabiscar uma obra da artista plástica sergipana Lau Rocha em 2019.

Segundo o Tribunal de Justiça da região, Maia ainda poderia recorrer. Procurado, Carlinhos Maia disse por meio de sua assessoria que arcaria com a indenização sem recurso. Nas redes sociais, o comediante mais uma vez se desculpou pelo ocorrido.

“Galera sobre o quadro. Fica a lição para mim e para todos: Mesmo que a obra tenha sido comprada há anos, você não pode desenhar em cima mesmo com a autorização de quem pagou pelo quadro, ‘como foi meu caso’. Mais uma vez fica minhas desculpas”, publicou ele.

O caso aconteceu em outubro de 2019. Após ficar hospedado em um hotel de Aracaju (SE), Maia publicou uma foto do quadro rabiscado, com dois olhos e uma boca, em suas redes sociais. Segundo ele, o quadro seria um presente dele aos fãs que se hospedassem naquele quarto.

Postar um comentário

0 Comentários