Dirigir com pneus carecas aumenta consumo de combustível e o risco de acidente


Centro automotivo Pneus Canteiros faz campanha de alerta aos motoristas sobre esse perigo que também pode ser considerado crime de trânsito

Ser penalizado pelos órgãos fiscalizadores de trânsito não é o único risco de se andar em um veículo com “pneu careca” ou mesmo carregar no porta-malas o estepe careca! Além da infração de trânsito pelo veículo está em na conservação, a multa calculada no valor de R$195, 23 (considerada infração grave, o motorista ganha 5 pontos na CNH).

Vale ressaltar que os pneus com sulcos desgastados podem levar à acidentes por derrapagem, aquaplanagem e consequentemente à redução da eficiência dos freios, podendo ocasionar acidentes fatais. Para o consultor de vendas da Pneus Canteiros, Paulo Ferreira, “Não só isso, mas “pneus carecas” esvaziam mais facilmente, o que faz com que o automóvel passe a gastar mais combustível.”

Ainda segundo ele, “A importância de não andar com pneus carecas é, primeiramente, você estar assegurando sua vida. Os pneus novos trazem segurança na estabilidade do veículo, bom desempenho em aquaplanagem e aderência ao solo. Então, nós te orientamos sempre a manter os pneus acima do nível TWI, termo do Inglês (Tread Wear Indicator), indicador de desgaste do piso, que é o ponto de alerta para a substituição. O ideial é fazer o rodízio a cada cinco mil quilômetros, bem como o alinhamento e balanceamento; já calibragem dos pneus deve ser feita a cada 7 dias, ou seja, uma vez na semana”, explica Paulo.

Para ter certeza se os pneus estão “carecas”, o motorista deve avaliar se os sulcos estão com profundidade de 1,6 mm ou superior, abaixo disso o pneu é considerado propenso a acidentes e multa de trânsito. Em casos de dúvidas, o motorista deve se dirigir a um centro automotivo e garantir a própria segurança e de terceiros.

Mais informações,

Assessoria Commonike

Postar um comentário

0 Comentários