Secretaria de Saúde do Crato alerta a população sobre os cuidados contra as arboviroses


Com a incidência das chuvas, além de reabastecer os reservatórios e esperançar os agricultores com uma boa lavoura, acende o alerta, para toda a população, sobre os cuidados para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, causador de doenças como dengue, chikungunya e zika.

A Secretaria Municipal de Saúde do Crato, por meio da Coordenação de Vigilância à Saúde, orienta sobre as medidas de prevenção, sintomas e tratamento das arboviroses. A principal forma de prevenção é também a mais simples: evitar o acúmulo de água em recipientes como garrafas, pneus e vasos de plantas. “Com as chuvas, há a proliferação dos mosquitos, por isso é importante a limpeza dos quintais e terrenos”, alerta Diones Gomes, coordenador da Vigilância à Saúde de Crato.

O trabalho dos agentes de endemias do município tem sido intensificado contra as arboviroses e a Secretaria de Saúde do Crato tem pleiteado junto ao Estado o fortalecimento dessas ações, com o incremento do método Ultra Baixo Volume (UBV) – conhecido como fumacê.

O carro fumacê auxilia no controle de surtos e de epidemias, bloqueando a transmissão ao eliminar as fêmeas adultas do Aedes aegypti presentes no ambiente. O UBV não é uma ação preventiva, pois não tem efeito sobre as formas imaturas do mosquito (ovos, larvas e pupa). Por isso, é tão importante a participação da população para evitar o acúmulo de água em reservatórios descobertos dentro de residências e de estabelecimentos comerciais.

Sintomas

Febre, manchas vermelhas no corpo, além de dores nas articulações e na região dos olhos são comuns para dengue, chikungunya e zika vírus. E é importante que àqueles que apresentarem os sintomas, busquem atendimento médico para diagnóstico e tratamento adequado. Já as gestantes devem informar os sintomas febris durante o pré-natal, tendo em vista o risco de infecção por zika, que pode levar à má-formação cerebral do feto.

Postar um comentário

0 Comentários