Ceará não tem previsão para discutir flexibilização do uso de máscaras, diz Secretaria da Saúde


O Ceará não tem discutido sobre a flexibilização do uso de máscaras no estado nas reuniões do Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia de Covid-19. A afirmação foi dada pela Secretaria da Saúde (Sesa), que acrescentou que “não há previsão para tais discussões”.

Algumas capitais brasileiras, como Rio de Janeiro e Belo Horizonte, desobrigam a utilização das máscaras como proteção ao coronavírus em locais abertos. Em São Paulo, a discussão sobre o assunto já está ocorrendo.

Pesquisadores do Observatório Covid-19 da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) consideram a decisão “precipitada”. Eles acreditam que a liberação deve ser feita em etapas.

“Deveria estar sendo feito primeiro em locais abertos, abertos com aglomeração para só depois em lugares fechados”, afirmou o pesquisador em Saúde Pública Raphael Guimarães.

O uso obrigatório da máscara no Ceará foi sancionado pelo governador Camilo Santana (PT) em julho de 2020, após aprovação na Assembleia Legislativa do Ceará. Desde agosto daquele ano, está prevista a aplicação multa para quem descumprir a medida em espaços públicos e privados.

No último decreto publicado pelo governo do estado, a obrigatoriedade das máscaras foi mantida em todo o Ceará. Contudo, os eventos sociais, esportivos e corporativos não têm mais restrição de público, assim como em cinemas, circos e teatros.

Foto: Natinho Rodrigues/Sistema Verdes Mares / Fonte: G1 CE

Postar um comentário

0 Comentários