Márcio Joias é afastado da Câmara por suspeita de participação em organização criminosa


Na manhã desta quarta-feira (20), a Polícia Civil realizou uma coletiva sobre a operação ‘Aurantius’, que resultou no afastamento de 180 dias do vereador Márcio Jóias (PTB), da Câmara Municipal de Juazeiro do Norte. O ofício foi emitido pela Vara de Delitos de Organizações Criminosas, da comarca de Fortaleza. A equipe de reportagem audiovisual do Site Miséria esteve no local.

O delegado Giuliano Sena, da repartição de Combate a Corrupção do Cariri, afirmou que a investigação foi iniciada em fevereiro de 2020, inicialmente para investigar uma empresa envolvida em lavagem de dinheiro. Após investigações, a polícia descobriu que a empresa também estaria envolvida em fraude de licitações, com R$ 4 milhões recebidos durante o período de 4 anos. A empresa estaria ligada ao vereador.

19 mandados judiciais foram realizados, sendo 8 de busca e apreensão, 9 de sequestro criminal de bens, incluindo veículos, imóveis, contas bancárias, o afastamento do vereador, além de suspensão financeira referente aos contratos da empresa envolvida em fraude na licitação.

“A investigação não termina aqui, […] precisamos ainda provar se houve fraude na execução ou na próprio procedimento licitatório, mas já é fraude a licitação se você utilizar pessoas fantasmas”, afirma o Giuliano Sena.

Via Site Miséria

Postar um comentário

0 Comentários