Pastor deixa recado e R$ 150 para técnico não destravar celular com prova de traição


Um caso denunciado nas redes sociais por um técnico de manutenção de celulares despertou muita indignação, piadas e considerações sobre os ditos conservadores. A esposa de um homem, que se presume ser um pastor evangélico, e que andava desconfiada de traições, deixou o aparelho do companheiro na empresa de manutenção para que ele fosse consertado e desbloqueado, já que seu cônjuge dizia ter esquecido a senha.

Como o segundo serviço é ilegal, e o funcionário disse isso à contratante, e que ele não o faria de forma nenhuma, a mulher ainda lhe ofereceu R$ 400 para conseguir ter acesso à memória do celular. O homem, então, sabendo que seu telefone tinha sido mandando para a manutenção, foi até a assistência e pediu para pegar o aparelho de volta, mas o funcionário afirmou que não poderia dá-lo, já que uma outra pessoa havia deixado o celular lá e que só ela poderia retirar.

O marido, temeroso, deu então um bilhete e R$ 150 ao rapaz que mexe com os telefones, clamando para não ser desmascarado. O técnico, que devolveu o dinheiro, fez questão de mostrar em suas postagens que não faria essa tarefa de maneira nenhuma, já que seu trabalho é arrumar os aparelhos e não invadir ou hackear dispositivos alheios. De acordo com suas publicações, o casal foi retirar o celular dias depois do conserto e o clima entre eles parecia normal.

Revista Fórum

Postar um comentário

0 Comentários