Várzea Alegre: Mãe é presa por desacatar conselheiros e policiais após ser acusada de torturar filha


Em Várzea Alegre, uma mãe de identidade não divulgada foi presa na manhã desta segunda-feira, 11 de julho de 2022, por desacatar conselheiros tutelares e policiais civis, após ser acusada de torturar a própria filha no bairro Varjota

A denúncia foi obtida por meio das redes sociais do Conselho Tutelar, dando conta de que uma adolescente de 17 anos, estava sofrendo torturas física e psicológica há muito tempo por parte da sua genitora.

No relato do conselho, a mulher batia na filha com objetos, como cabo de carregador e dizia que odiava a menina e que ia matá-la e depois cometer suicídio. A mulher ainda trancava a porta da casa e escondia a chave para a jovem não sair.

A mãe acusada das agressões desacatou os conselheiros Franceuda Ferreira e Diego Pereira, após eles terem ido à residência para a escuta especializada da adolescente. Por conta da maneira que recebeu os tutelares, o caso foi parar na delegacia.

Os Policiais Civis foram até à residência da mulher e ela confirmou as agressões à Polícia, mas não destacou os reais motivos. Por ela também agir com palavras de baixo calão com os agentes, foi conduzida para a repartição pública, que ao ser ouvida pelo delegado Girlando Pereira, foi presa logo em seguida, mas liberada após pagar uma fiança.

Leia +
Juazeiro: Mulher é executada com cerca de 15 tiros e facada no bairro Franciscanos
Jovem morre no hospital Santo Antonio após ser baleado na cabeça em Barbalha

No procedimento, a acusada reconheceu nervosismo e disse que usa medicação controlada.

A jovem agredida passou por exame de corpo de delito por conta dos hematomas. Ela se recusou a voltar para casa e foi acolhida por outras pessoas da família. O caso é acompanhado pelo Conselho Tutelar da cidade.

Fonte: Várzea Alegre Agora

Postar um comentário

0 Comentários