Médica nutróloga fala sobre o uso de cannabinoides durante a amamentação


Estamos em agosto, que tem como cor prevalente, durante todo o mês, a cor Dourada. A campanha promove ações de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno, empoderando famílias e incentivando a amamentação. Cada dia que passa, a campanha tem ocupado mais destaque nas ações de saúde, por se tratar de um evento que atua em prol de uma maior consciência das mães e dos pais em relação à relevância do leite materno como alimentação necessária para que os bebês e as crianças possam desenvolver-se de forma sadia.

Muito do que é ingerido em termos de alimentação e remédio, tem associação direta com o aleitamento, passando assim da mãe para o filho. A médica nutróloga, Camila Pinheiro, lembra da importância do leite materno para o desenvolvimento sadio dos bebês. Ela destaca que uma das principais dúvidas de seus clientes no consultório diz respeito ao uso de cannabinoides durante esse processo.

“Com relação a contra indicação da lactante fazer uso de cannabinoides, essa é uma questão que não há consenso na literatura. Não tem estudo falando da segurança, assim como também não tem falas que indiquem potenciais danos ao bebê”, disse Camila.

A médica ainda pondera que essa é uma questão que deve ser vista caso a caso e conversado com a mãe para avaliar a situação e assim ver se os benefícios superam os riscos. Logo, a escolha de usar ou não produtos com cannabinoides na sua fórmula é decidida em comum acordo entre profissional e paciente.

Commonike Assesoria

Postar um comentário

0 Comentários