Campanhas de Lula, Soraya e Ciro Gomes irão ao STF contra Bolsonaro por atos no Rio e em Brasília


As equipes jurídicas de candidatos à Presidência preparam uma ofensiva jurídica no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra o presidente Jair Bolsonaro (PL), que disputa a reeleição, por abuso de poder político e econômico pelos atos de 7 de Setembro no Rio de Janeiro e em Brasília. Além do PT, de Luiz Inácio Lula da Silva, o União Brasil, de Soraya Thronicke, e o PDT, de Ciro Gomes, já anunciaram que vão ingressar com ações.

Em discurso na Esplanada dos Ministérios, na manhã desta quarta-feira, após o ato cívico em comemoração aos 200 anos da Independência do Brasil, Bolsonaro subiu em um carro de som e fez um discurso no qual o mencionou diretamente o dia da eleição, 2 de outubro.

A campanha de Lula alega que Bolsonaro realizou um “megacomício de campanha como candidato”, “do qual deveria participar estritamente como presidente da República”. A equipe do petista pretende apresentar uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) ainda nesta semana.

O time que cuida da campanha de Soraya também irá ao tribunal com o objetivo de impedir que Bolsonaro não use as imagens do 7 de setembro em sua propaganda eleitoral. O PDT informou que irá ingressar com a ação nesta quinta-feira.

Vamos entrar (com ação no TSE) por abuso de poder econômico e político — afirmou ao GLOBO o advogado Angelo Ferraro, que faz parte da equipe jurídica da campanha de Lula. Segundo ele, a ação deve ser ajuizada ainda nesta semana.

Via O Globo

Postar um comentário

0 Comentários