Influencer perde conta com 280 mil seguidores no golpe da portabilidade


Uma influenciadora cearense perdeu sua conta em uma rede social com mais 280 mil seguidores, e teve dados pessoais roubados por criminosos na última sexta-feira (9) em Fortaleza. Marissa Oliveira fazia um trabalho quando ficou sem sinal e, em poucos minutos, foi desconectada das suas redes sociais.

Os criminosos haviam descoberto o número de celular dela e feito uma portabilidade indevida para outra operadora.
Segundo Marissa, com o perfil dela no Instagram roubado, os estelionatários começaram a aplicar golpes nos seus seguidores. Eles pediam para que as pessoas depositassem dinheiro em uma chave Pix com a garantia de que teriam o valor de volta em dobro.
Vários seguidores acabaram caindo no golpe e depositaram quantias significativas. Só depois perceberam que se tratava de golpe, pois não receberam o que havia sido prometido.

“Tive que terminar um trabalho que eu estava fazendo para ir correndo na operadora e tentar resolver. Foi quando caiu a ficha de que tinham feito uma portabilidade indevida do meu número. Já conhecia esse tipo de golpe, já tinha escutado falar, então de cara já percebi que tinham roubado meu número. Deu uma hora que comecei a resolver os trâmites nas operadoras quando caiu meu Whatsapp, caiu meu e-mail, todas as minhas contas”, relatou a influenciadora.

Os criminosos também resgataram stories antigos de Marissa e postaram na rede social logo após o anúncio do golpe para que as pessoas não desconfiassem do golpe. Ela registrou boletim de ocorrência e conseguiu, posteriormente, recuperar a rede social e outros aplicativos que haviam sido roubados.

Como evitar o golpe?

O delegado de Polícia Civil, Carlos Teófilo, orienta que as pessoas não cliquem em links recebidos de desconhecidos para evitar ter seus dados e redes sociais roubados por criminosos.
“Mas caso aconteça de você ter esse problema, de imediato, você já tente informar ao máximo de pessoas possível sobre o que aconteceu, entrar em contato com as redes sociais para tentar recuperar o seu acesso. E se as pessoas forem fazer compras e receberem esses anúncios de redes sociais, busquem saber se realmente está falando com o dono daquela rede social. Só faça o pagamento, transferência, quando você receber a mercadoria”, recomenda o delegado.

Fonte: G1 Foto: Arquivo Pessoal

Postar um comentário

0 Comentários