Bolsonaro gastou R$ 13,7 mi em hotéis e usou cartão corporativo em sorvetes


Cumprindo a promessa de campanha de Lula, o governo abriu nesta quinta os dados do cartão corporativo de Jair Bolsonaro durante os quatro anos de governo.

O ex-presidente da República gastou R$ 27,6 milhões entre 2019 e 2022 no seu cartão corporativo.

Entre os destaques, estão os gastos com hospedagem, a maior fatia do que foi comprado com o cartão. No total, foram R$ 13,7 milhões com hotéis. Somente no Ferraretto Hotel, no Guarujá, cidade do litoral paulista, foi pago R$ 1,4 milhão.

Na alimentação, outra parcela significativa nos gastos gerais do cartão: R$ 10,2 milhões. R$ 8.600 gastos em sorveterias e crca de R$ 408 mil em peixarias. Em padarias, Bolsonaro gastou R$ 581 mil ao longo do mandato.

Até então, o governo Bolsonaro argumentava que deixaria os valores em sigilo até o fim do mandato, seguindo um trecho da própria lei. Então, estes gastos não se relacionam com os “sigilos de 100 anos” de Bolsonaro, contestados pelo governo Lula (PT) em pedido feito à CGU (Controladoria-Geral da União).

Postar um comentário

0 Comentários