Assaí Atacadista estuda cortar investimentos e vender lojas


O comando da rede de atacarejo Assaí está revisando investimentos e pode reduzir montante ou vender ativos, como lojas próprias, por conta do aumento do custo do capital, com a escalada dos juros básicos.

O comunicado foi divulgado durante teleconferência realizada pela direção do atacarejo, na terça-feira 4.

A companhia vem buscando reduzir níveis de endividamento, e dentro desse contexto entende que o caminho de venda de ativos ou a revisão de investimentos fazem mais sentido no curto prazo. Contudo, a direção destacou que a questão ainda está em avaliação no grupo.

O comando do Assaí informou que há 22 obras de lojas em andamento neste momento, com conversões de unidades que abrigavam o hipermercado Extra em Assaí, e isso está mantido “por enquanto”, segundo Belmiro Gomes, presidente da empresa.

“Pela pressão de juros, e alavancagem maior, é mais fácil uma revisão de investimentos, ou venda de ativos de lojas próprias”, disse o executivo. Ainda segundo ele, a revisão é para este ano e para 2024, para fazer frente ao aumento do custo da dívida.

A companhia encerrou o quarto trimestre do ano passado com resultado financeiro líquido negativo (despesa maior que receita) 30% maior, na comparação com mesmo período de 2021.

Revista Oeste.

Postar um comentário

0 Comentários