Governo anuncia pagamento retroativo do piso da enfermagem a partir de maio


Durante a 17ª Conferência Nacional de Saúde, a ministra da Saúde, Nísia Trindade, anunciou que o governo federal irá pagar o piso nacional da enfermagem, com retroativo desde maio. A decisão foi tomada em conformidade com a determinação do Supremo Tribunal Federal (STF) e garantirá o recebimento do piso salarial aos profissionais que atuam no setor público. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em seu discurso durante o evento, confirmou o pagamento retroativo a partir de maio. Ele destacou a importância do trabalho da enfermagem e ressaltou que o salário desses profissionais não deve ser subestimado. “Tem gente que acha que o salário de uma enfermeira de R$ 4 mil e pouco é caro”, disse. “Mas é preciso que a gente avalie efetivamente o valor do trabalho por aquilo que ele representa na nossa vida. Quem leva as pessoas para tomar banho, quem vai limpar as pessoas, quem dá comida, quem aplica injeção, quem mede a pressão, quem leva ao banheiro é exatamente o pessoal de baixo, que trabalha. E, por isso, esse pessoal tem que ser valorizado”, acrescentou. Simone Tebet explica atraso no repasse de valores Em entrevista a emissoras de rádio no programa “Bom dia, Ministra”, a ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, explicou que alguns problemas no texto da lei resultaram no atraso do repasse do valor para estados e municípios. No entanto, ela assegurou que essas questões serão resolvidas para garantir o pagamento do piso da enfermagem. O tempo

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem