» » » Hospital Regional do Cariri: 5 anos de assistência à saúde da região

Francisco Juscelino, o primeiro paciente internado, em 2011, voltou ao hospital essa semana apenas para uma visita.

Nesta sexta-feira, 8 de abril de 2016, o Hospital Regional do Cariri completa 5 anos de assistência à saúde e vida da população da macrorregião do Ceará mais distante da capital, com uma missa de ação de graças, às 10 horas, nos jardins do hospital. A 550 quilômetros de Fortaleza, no triângulo que liga os municípios de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha, o HRC, primeiro hospital da rede pública estadual construído no interior, acumula resultados que comprovam que o hospital ampliou e facilitou o acesso a serviços de saúde na região, perto de onde os pacientes moram. O HRC realizou em 5 anos, 2.428.352 atendimentos, 1.697.223 exames laboratoriais e de imagem, 34.045 cirurgias, 29.483 internações. Só ressonâncias magnéticas, antes do HRC nunca feitas na rede pública no interior do Estado, foram realizadas 7.097 até fevereiro deste ano.
São números facilmente humanizados em histórias de quem já precisou de atendimento. O agricultor Francisco Juscelino Sampaio, atualmente com 51 anos, foi o primeiro paciente internado em um dos 324 leitos do HRC. Em 2011, com 46 anos, ele sofria de encefalopatia hepática, um distúrbio que afeta o fígado. O fígado de Juscelino funcionava com apenas 30% da capacidade. Ele conta a sua história com o Hospital Regional do Cariri: “lembro como se fosse hoje a primeira vez que me internei. Por causa da doença, tive crises terríveis, em uma delas cheguei a ficar intubado. Se não fosse esse hospital, tenho certeza de que não teria resistido até o transplante. Na minha última internação recebi a grata notícia de que havia conseguido um fígado através da Central de Transplantes do Estado. Sou transplantado, vivo saudável e feliz. Virei um menino”. Esta semana Juscelino saiu de Abaiara, onde mora, e voltou ao HRC, somente para rever  o hospital e afirmar que tem uma nova vida após o tratamento e a assistência que recebeu dos profissionais. Abaiara é um dos 44 municípios da macrorregião atendidos no Hospital Regional do Cariri.

Nos 5 anos, os 1.825 dias foram de trabalho e de evolução dos serviços. A diretora geral do HRC, Demostênia Coelho, revive as etapas de implantação dos serviços. “Em fevereiro de 2013, abrimos mais 10 leitos de UTI e em março, abrimos a Unidade de Cuidados Especiais e a Unidade de AVC. Antes do Hospital Regional do Cariri, na rede pública, só havia Unidade de AVC em Fortaleza, no Hospital Geral de Fortaleza. Distante demais, cerca de 6 horas via ambulância, para evitar sequelas em pacientes que moram no Cariri. O tempo para evitar a chamada banda morta ou perda de outros movimentos do corpo é até 4 horas e meia. O aposentado Raimundo Dias de Alencar, morador do Crato, sofreu um AVC e foi levado ao HRC no último dia 27 de março. Foi atendido em menos de 4 horas e meia no Regional por profissionais especialistas e a devida medicação. Já falando e movimentando o corpo com mais facilidade, o avô da pequena Vitória, 3 anos, em breve vai retornar para casa: “fiquei todo paralisado. Graças a Deus recebi atendimento muito rápido. Agora estou bem melhor e rezando para ir pra casa. Sinto muita falta do meu amor verdadeiro, minha netinha”.

Outra importante referência do HRC é a assistência em trauma. O Regional é o IJF do Cariri. Atende vítimas da violência, principalmente no trânsito. “90% na ocupação na traumato-ortopedia são de jovens acidentados em motocicletas”, informa o médico coordenador da unidade, Samir Samaan. A história da dona de casa Jaqueline Carla Garcia Caetano, 29 anos, se repete em outras tantos casos na rotina do trânsito e do hospital. Ela levava na moto as duas filhas, uma de 10 anos e a outra de 3 anos, para a escola. Ao tentar desviar de um carro se chocou com um poste. Felizmente as meninas não sofreram traumas. A mãe teve uma fratura na tíbia e foi operada no HRC. Após 13 dias de internação, foi para casa levando uma lição: "nunca achei que uma situação dessa fosse acontecer comigo, pois sempre andei devagar. Não sei se vou voltar a andar de moto. Minhas filhas se negam a chegar perto do único transporte que temos. Vou ter que repensar como vamos nos deslocar".

Hospital acreditado

Seguindo na memória de avanços em 5 anos de funcionamento, em dezembro de 2014, um dos momentos mais marcantes vividos pelos profissionais do hospital foi o recebimento do título de Hospital Acreditado Pleno – nível 2 da Organização Nacional de Acreditação (ONA), atestando a qualidade no atendimento. O HRC foi o primeiro hospital público com mais de 200 leitos e emergência certificado no interior dos estados das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Demostênia Coelho afirma que não poderia deixar de destacar que 506 profissionais que estão hoje no hospital trabalham lá desde o início dos serviços. O HRC tem atualmente 1.500 colaboradores diretos e indiretos. Na última terça-feira, 5, numa solenidade com a participação do secretário da saúde do Estado, Henrique Javi, foram homenageados. Na  formação de profissionais, e especialistas, o Regional tem uma importante colaboração. Já formou 15 médicos especialistas em cirurgia geral, clínica médica e radiologia, através do Programa de Residência Médica. 

SERVIÇO:

Missa em ação de graças pelos 5 anos do Hospital Regional do Cariri
Data: 8 de abril de 2016
Horário: 10 horas
Local: HRC - Rua Catulo da Paixão Cearense, s/n, no Triângulo Crajubar

About Cariri como eu vejo

Olá! Eu sou Leo design web.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply