» » » Homem se casa com iPhone e dá outro significado à “maçã proibida”



Las Vegas, Estados Unidos, é a cidade dos casamentos. Por causa das leis locais, vários casais viajam até lá para colocar um início no matrimônio sagrado, concluindo o processo em poucos minutos, quase um drive thru do amor. Este foi o caso de Aaron Chervenak, casando-se no dia 20 de maio deste ano de 2016, ou seja, pouco mais de um mês atrás.
Uma história tão bonita entre o amor de duas pessoa-, não, calma, tem mais. Se ele era o noivo, espere até saber quem era a noiva: um iPhone. Sim, aquele mesmo feito pela Apple. Chervenak pediu a mão (ou seria a tela?) de seu smartphone em casório, realizando uma cerimônia especial em solo estadunidense. Embora seja quase impossível de acreditar, há provas em vídeo. Na verdade, a festividade inteira foi gravada por ele. O resultado possui 3 minutos de duração, acompanhe abaixo.


É claro que não tem o mesmo nível emocional de se casar com uma pessoa; a conexão emocional é uma completamente diferente. E o casamento é simbólico, já que não é possível casar com um objeto perante as leis. Mas a mensagem ainda está lá: estes pequenos dispositivos se tornaram incrivelmente preciosos para nós, então meu pequeno gesto simbólico demonstra esse alto valor” – Aaron Chervenak, o noivo.
Nas palavras do esposo, conectamo-nos aos nossos smartphones em vários níveis emocionais. Nós os procuramos para acordar, usando despertadores, para dormir, colocando uma música agradável, para usar nossos cérebros e afins. Na opinião dele, é isso que os relacionamentos são. “Então, de certo modo, meu telefone tem sido minha relação mais duradoura. É por isso que decidi ver como era casar de verdade com ele”, completa Chervenak.
A partir daí os arranjos começaram a ser feitos. Primeiro, foi preciso achar uma capela disposta a casar um homem a um aparelho celular. Considerando o contexto de Las Vegas, isso não foi difícil, encontrando a “The Little Las Vegas Chapel”, sede da cerimônia nada comum. Até um anel foi usado para simbolizar a união entre o noivo e o produto da Apple, uma espécie de capinha com o acessório circular embutido.
Tomara que a esposa não seja ciumenta, pois o próximo iPhone vem aí e pode fazer Aaron Chervenak repensar seus votos de matrimônio. O lugar onde os dois pombinhos passaram a lua de mel é um mistério, mas não haveria surpresa se o local escolhido fosse em Cupertino. Embora não haja planos para filhos, iPods ainda podem estar a caminho. Seja como for, o amor é lindo.

Via: Tudo Celular

About Cariri como eu vejo

Olá! Eu sou Leo design web.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply