Header ads

ads

» » » 31 maneiras de queimar calorias... de um jeito preguiçoso.

Conheça alimentos e atitudes que ajudam a enxugar os quilos extras sem dieta nem academia.

É possível emagrecer sem contar calorias e nem levantar peso. O Segredo? Mudar de hábitos e apostar em um estilo de vida mais saudável. Adotar medidas no dia a dia que aumentam o gasto calórico ajudam a emagrecer, porém o ideal é focar na sua saúde e não apenas na perda de peso.
Para quem tem dificuldade de conciliar dieta balanceada com exercícios físicos regulares, seguem algumas dicas poderosas para perder costumes noviços à saúde e aos poucos entrar em forma.

1 – Tome muita água
A desidratação aumenta os níveis de hormônios que favorecem o ganho de gordura. A recomendação são 8 copos ao dia. Dois deles meia hora antes da refeição para aumentar a saciedade. Logo, você come menos.

2 – Sem líquidos na refeição
Qualquer bebida ingerida enquanto come dilui as enzimas digestivas e prejudica a absorção dos nutrientes. A má digestão alimenta bactérias intestinais que ajudam no ganho de gordura.

3 – Água com limão
Tomar meio limão com 200 ml de água ao acordar melhora a disposição e ajuda a perder peso.

4 – Já para a pista de dança
Além de ser fácil, mantém o piqui em alta, promove amizades e despacha calorias.

5 – Lave seu carro
Imagine se divertir, economizar dinheiro e ainda emagrece? Prepare o balde, a esponja e o sabão e encontre energia para deixar o automóvel limpinho.

6 – Sexo em dia
Segundo pesquisa norte-americana, a queima caloria de uma hora de sexo equivale à meia hora de corrida.

7 – Passeie com o pet
Reserve meia hora do dia para sair com o cachorro. Caminhar com ele é agradável, estimula a circulação do corpo, melhora a saúde do coração e derrete 200 calorias. Use um tênis específico para a caminhada, pois um calçado inadequado pode trazer prejuízos aos corpo.

8 – Ande enquanto fala no celular
Aproveite que vai atender ao telefone e caminhe como se estivesse atrasada para chegar a algum lugar. A perda de peso pode ser baixa, mas é melhor do que ficar parada.
Cuidado com o lugar por onde andas, pois pode ficar sem o celular.

9 – Menos comida...
... mais vezes! Fá seis pequenas refeição ao dia. O organismo perceberá que não ficara tanto tempo sem alimento e não estocará caloria. E atenção à quantidade! Comer de três em três horas não serve para todos. Isso depende dos resultados dos exames sanguíneos e do estilo de vida de cada um.



11 - Não pule refeições
Ficar sem comer engorda mais do que se alimentar de forma inadequada. Sem comida, o corpo diminui o metabolismo e estoca o alimento consumido em seguida como gordura.

12 – Boa noite de sono
Durma o suficiente, tenha horários regulares para deitar e acordar, e abuse de hábitos relaxantes antes de dormir, como ler e conversar, esqueça o celular! O sono produz hormônios responsáveis pela queima de gordura. Dormir pouco e ter uma noite ruim aumenta o cansaço, a fome e o apetite por comida gordurosas.

13 – Olho nos lanches
Não vale comer uma coxinha à tarde. Prefira rutas, de preferência ácidas, como laranja, limão e abacaxi. Diuréticas, ela minimizam a reteenção líquida.
Dica: tenha frutas desidratadas ou biscoitos de fibras integrais sempre à mão.

14 – Deixe a travessa...
longe da mesa. Na hora da refeição, faça o prato na cozinha e vá para a mesa sem travessas de comida na sua frente. Isso ajuda a não repetir.

15 – Boca fechada
Conversar enquanto come é divertido, mas prejudica a saúde. A entrada de ar dificulta a digestão, aumenta os gases e promove o estufamento abdominal.

16 – Reduza o álcool
Ele atua como depressor do sistema nervoso central, é calórico e fonte ruim de carboidrato. O álcool interfere no metabolismo ou absorção de outros nutrientes.

17 – Prefira alimentos naturais
Não se trata de restrição. Os itens industrializados têm muita caloria e pouco valor nutricional, ou seja, não alimentam e engordam. Opções naturais equilibram o organismo, refletindo no corpo, na mente e na saúde.

18 – Vá de escada
Subir degraus aumenta a freqüência cardíaca e acelera o metabolismo. A dica é alternar a velocidade a cada lance de escada: um mais rápido e outro mais devagar para o corpo não se acostumar e o exercício acaba perdendo o efeito.

19 – Xô, farinha branca e açúcar
Esses ingredientes fazem o organismo produzir muita insulina, hormônio que favorece o acúmulo de gordura e ainda estimula o apetite. Não fica sem um docinho? Opte por comer logo depois do almoço, pois a comida segura o índice glicêmico e evita os picos de insulina.

20 – Coma o que emagrece
Ingerir alimentos que não engordam faz bem. Fato. Mas é maravilhoso comer algo que emagrece. Isso existe e tem nome: termogênicos. Eles precisam de maior queima de energia para serem digeridos e, por isso, aumentam o gasto calórico, aceleram o metabolismo e ajudam a secar. São eles: pimenta vermelha, chá-verde, café, canela, gengibre, chá de hibisco, salmão e óleo de coco. Tudo moderadamente.

21 - Use pratos menores
Para controlar a quantidade da refeição, opte por uma louça que caiba pouca comida.

22 – Mais saciedade
As oleoginosas (castanha-do-pará e amendoim) , o abacate e as proteínas (carnes magras) aumentam a saciedade. A fibra, presente em cereais, frutas e hortaliças também dão o mesmo efeito.

23 – Inclua queijo na sobremesa
Segundo estudo irlandês, comer um pedaço pequeno de queijo após a refeição aumenta a capacidade do organismo de queimar gordura. O mérito é do ácido linoléico conjugado, presente no alimento.

24 – Carro na garagem
Vá a pé ou de bicicleta e, a cada hora, adeus mais de 300 calorias.

25 – Jardim magro
Cuidar de plantas dá trabalho e exige esforço. Mas relaxa e seca.

26 – Desça do ônibus
Salte do coletivo um ponto antes do seu destino e ande pelo bairro vizinho.

27 – Gerencie emoções
Saiba a diferença entre fome física e psicológica. Muitas pessoas encontram nas refeições a compensação para suprir emoções ruins. Antes de avançar no chocolate, descubra se a fome é verdadeira ou apenas fuga. É a segunda alternativa? Busque outra maneira de resolver seu problema.

28 - Mastigue!
Quanto mais (e melhor) mastigarmos, mais o organismo liberará hormônios anorexígenos, como GLP1 e leptina, garantindo saciedade rapidamente.

29 – Prefira frutas em vez dos sucos
Tomar suco natural faz bem, mas a fruta in natura é melhor ainda. Na produção do suco se separa as fibras da frutose, aumentando o índice glicêmico durante a ingestão. A frutose vira gordura no organismo, sobrecarregando o fígado.

30 – Não fume
Fumar aumenta a inflamação do corpo e, a longo prazo, diminui a oxidação de gorduras, deixando o metabolismo mais lento.



Conteúdo do canal no telegram @vocemaravilhosa

About Cariri como eu vejo

Olá! Eu sou Leo design web.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply