» » » Tais Araújo vira meme e autores serão denunciados por racismo



Fala da atriz Tais Araújo vira meme.

Após a participação da atriz Taís Araújo em um evento TEDx, no qual falou sobre os desafios de criar filhos no Brasil enquanto mãe negra de crianças negras e destacou o impacto da cultura racista vigente no Brasil na vida de seus filhos, e de todas as crianças e adolescentes negros, sua fala viralizou.

"Quando ele se tornar adolescente, ele não vai ter a liberdade de ir pra sua escola, pegar uma condução, pegar um ônibus, com seu boné, ou capuz, e seu andar adolescente sem correr o risco de levar uma investida violenta da polícia ao ser confundido com um bandido. No Brasil, a cor do meu filho é a cor que faz com que as pessoas mudem de calçada e blindem seus carros", disse na palestra.

Mas a reflexão em relação ao preconceito contra a população negra (o que inclui crianças, inclusive), suas formas de manifestação entre a população branca e caminhos para combater essa realidade e transformar o Brasil em um país mais igualitário, deu lugar à comentários racistas e memes bastante ofensivos.



Um dos memes que viralizou foi postado pelo presidente da EBC (Empresa Brasileira de Comunicação), Laerte Rimoli, ironizando a fala da artista. Em resposta ao meme, de acordo com informações do site Rede Brasil Atual, o Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC) anunciou que pretende entrar com uma denunciar contra Laerte Rimoli por conta dos memes.



Créditos: reprodução Facebook Cesar Benjamin

Imagem de um dos memes compartilhados por ele.

"O que ela disse ali, soa completamente comum e rotineiro para as Mães de Crianças Negras. Não é novidade para ninguém que o Brasil é um País Racista. Que crianças Negras (e principalmente MENINOS NEGROS) não são vistos como as crianças Brancas. Que a liberdade de uma criança no Brasil é sim, determinada pela cor da sua pele.O único fato novo é que ela falava para pessoas Brancas", comentou Mayara Assunção, mãe e ativista do Coletivo Kianda, em texto compartilhado no blog Nana - Maternidade Preta.

Embora o assunto tenha sido amplamente divulgado pela mídia, o ocorrido foi pouco comentado e discutido pela blogosfera materna. No texto citado acima, Mayara faz uma crítica à esse universo, alegando não haver um posicionamento das ativistas brancas pelos dos direitos das mães e das crianças em relação ao racismo enfrentado pelas crianças negras.

"Minimizar a dor alheia, diminuir as falas de uma mãe é muito mais fácil que mostrar empatia. Não se viu hashtag de apoio, não se viu textos que defendam não só aquela Mãe Negra, mas a CRIANÇA NEGRA da exposição. Não se viu nenhuma reflexão que tire a pessoa do local privilegiado dela. Maternas Feministas falam sempre de bem-estar, falam de melhorias para as crianças, falam do Universo Infantil, mas a verdade é que as lutas não vão além de nenhuma melhoria que esteja fora do seu círculo e da sua proteção".

"O que me preocupa é que MÃES E FAMÍLIAS BRANCAS não chamem para si a responsabilidade de ter o cuidado e esse olhar empático com as Mães, Famílias e Crianças Negras. Me preocupa que nessa onda por uma Maternagem cada vez mais Humana, a questão racial esteja ficando de fora".

Catraca Livre

About Cariri como eu vejo

Olá! Eu sou Leo design web.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply