» » » Fotógrafa registra chegada instantânea de bebê em chão de hospital



A fotógrafa Tammy Karin, especialista em fotos de partos e de recém-nascidos, estava no lugar certo na hora certa. Ela havia sido avisada pelo casal de clientes que o bebê Max chegaria logo, mas não imaginava que registraria o parto no chão do pronto atendimento do hospital da cidadezinha de Manhattan, no estado de Kansas.

O bebê Max estava demorando para nascer. Depois de dias de contrações, sua mãe Jes Hogan estava preocupada pensando que seria necessário induzir o parto. Ela havia sido orientada a esperar que o parto evoluísse em casa, já que até então a bolsa estava intacta, não havia dilatação e o bebê estava sem sofrimento dentro da barriga.

De repente, Max estava pronto para vir ao mundo. Jes relembra a experiência: “Meu Deus, não vamos conseguir. Vamos ter este bebê em casa”. O marido Travis a colocou rapidamente no carro e a levou ao hospital em tempo recorde, buzinando intensamente no último quarteirão na esperança que a equipe da emergência fosse investigar o que estava acontecendo e a atendesse mais rapidamente. “Conforme chegamos perto da última esquina, comecei a gritar que o bebê estava chegando”, lembra Jes.

A única pessoa na porta do hospital, porém, era justamente a fotógrafa contratada para registrar o parto, que havia sido informada por telefone que era hora de ir ao hospital. Foi ela quem correu para dentro do pronto atendimento para avisar a recepcionista que um bebê estava chegando naquele momento. “Parece que ela [a recepcionista] não entendeu bem a urgência daquele momento”, diz a mãe.

“Meu Deus, ele está aqui”, disse Jes. “Comecei a tirar minhas calças porque conseguia sentir meu corpo empurrando a cabeça do bebê para fora. Eu olhei para meu marido e disse: ‘Travis, pegue ele!’. Sem nenhuma hesitação, ele fez isso e senti meu corpo involuntariamente empurrando sua cabeça e o resto para fora”.



Enquanto isso, Tammy gritava freneticamente para que alguém da equipe médica fosse ajudar, e tirava fotos ao mesmo tempo. A fotógrafa conta que funcionários do hospital questionaram quem era ela, acreditando tratar-se de uma fotografa sem relação com a família que não tinha autorização para fazer as fotos. “A mãe imediatamente falou que eu era a fotógrafa do parto dela”, conta Tammy.

As enfermeiras chegaram rapidamente e deitaram Jes no chão para terminar o parto. As imagens captaram o drama da situação. O bebê nasceu saudável, sem a necessidade de nenhuma intervenção.



“Este foi o meu parto mais maluco”, diz Jes, que já era mãe de cinco meninas. “Mas foi também o mais perfeito. Não era o que eu havia planejado , mas terminou sem nenhuma intervenção, com um bebê saudável e apoio incrível de todos os lados. Foi lindo e sempre vou ter amar todas as memórias dele”.













A mãe relata que ficou muito feliz em ter todos os momentos do parto registrados pela fotógrafa, já que na emoção do momento as memórias acabam “embaçadas”. As cinco meninas adoraram conhecer o irmãozinho, e a filha mais nova, de dois anos, aceitou bem o fato de não ser mais a bebê da casa.

[Tammy Karen, Little Leapling, Bored Panda]

About Cariri como eu vejo

Olá! Eu sou Leo design web.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply