Header ads

ads

» » Brasil alcança a menor taxa de incidência da Tuberculose em quase 20 anos




O Brasil alcançou em 2017 o menor número de casos da Tuberculose em quase 30 anos. Segundo dados do Ministério da Saúde, foram, ao todo, cerca de 70 mil casos no País, inferior à média de mais de 76 mil. Para destacar a melhora na redução, em 1995, o número recorde girou em torno de 90 mil casos. Mas isso não significa que o cidadão brasileiro deve relaxar. O Ministério da Saúde está fazendo sua parte para que esses números continuem baixando ainda mais. A coordenadora do Programa Nacional de Controle da Tuberculose, Denise Arakaki, explica que, para baixar ainda mais esses números, é necessário que as pessoas doentes procurem tratamento para, além de se curar, evitar a transmissão da Tuberculose.



“Uma vez que a pessoa contraiu o bacilo de Koch, nome da bactéria contaminadora da doença, não necessariamente ela vai adoecer. Ela pode ficar com esse bacilo por muitos anos silenciosamente. Quando o bacilo se desenvolve, a pessoa fica doente pela Tuberculose, que é o que a gente chama de Tuberculose ativa. No princípio da doença, a pessoa pode ter só tosse. Por isso que a gente utiliza a tosse como um sinal de alerta para quem possa ter Tuberculose.”

Neste sábado, 24 de março, você vai ter mais um motivo para se conscientizar do tratamento, porque é o Dia Mundial de Combate à Tuberculose. Basta fazer o tratamento, com duração de no mínimo seis meses. O coordenador do Programa de Controle de Tuberculose de Santa Catarina, Luís Henrique da Cunha, reforça o argumento: sem tratamento não tem cura e ele deve ser feito até o final.

“E aí se abandona o tratamento por mais de 30 dias sem os medicamentos, vai ter que refazer esse tratamento. E, com tudo, ainda lembro que o paciente que apresenta vários abandonos pode ter uma Tuberculose muito mais resistente.”

Então, não arrisque a sua saúde. A Tuberculose é assunto sério. Contribua para que o seu estado reduza o número de casos da doença. Se você tiver sintomas, como tosse seca por mais de três semanas, emagrecimento, febre vespertina e suor noturno, procure a unidade de saúde mais próxima de sua residência. Ajude a deixar essa história no passado. Para mais informações, acesse saude.gov.br.

Fale com o CCEV, envie a sua matéria, mostre o Cariri como você também vê. É só clicar e falar diretamente no whatsapp

http://bit.ly/whatsccev

About Cariri como eu vejo

Olá! Eu sou Leo design web.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply