Header ads

ads

» » » Parceria cria ambiente de negócios no Crato




Uma parceria entre órgãos ligados à atividade agropecuária no Cariri criará um ambiente de negócios para pequenos e médios produtores rurais no Crato. Uma reunião entre o IFCE, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Agrário (SMDA), o Instituto Agropolos e a Ematerce foi realizada na última quarta-feira (25) para finalizar o projeto que será apresentando aos futuros parceiros da empreitada.



O projeto é uma demanda dos produtores rurais do Crato e faz parte do Plano Municipal de Desenvolvimento Rural. O município já teve diversas feiras agropecuárias ao longo dos anos, mas a ideia é organizar de forma mais adequada a comercialização dos produtos, como explica o coordenador regional do Agropolos no Cariri, Wyldevânio Vieira: "O objetivo é estruturar um espaço, um ambiente de negócios, e para isso a gente vai trabalhar em algumas vertentes. Será preciso, primeiro, mobilizar e sensibilizar os agricultores de que o ambiente será favorável e lucrativo para ele".

Para Wellington Alencar, secretário da Associação dos Criadores do Cariri, a parceria trará bons frutos para os produtores: "Nós faremos um evento muito maior, um ambiente de negócios que vai contemplar vários setores do agronegócio. Nós estamos marchando no caminho certo". A expectativa também é positiva para a SMDA, segundo o secretário adjunto Tiago Ribeiro da Silva: "A expectativa é muito grande, já que a demanda é muito larga nessa questão. O ambiente vai trazer uma série de benefícios para o município, como o aumento de receitas e ampliação da economia do município e da região".

Autor do projeto, o professor José Lopes explica que o objetivo é facilitar a comercialização do que é produzido, principalmente, por pequenos e médios produtores, o que deve também estimular a produção, já que haverá um espaço fixo e regular que garantirá essa comercialização. "A estratégia é formar um banco de dados, para promover o encontro entre compradores que procuram determinados produtos e produtores que vendem estes produtos". Segundo ele, o ambiente deve ainda promover a integração entre eles.

Uma comissão organizada pela SMDA foi formada para discutir o projeto, que posteriormente será apresentado aos demais parceiros, que podem sugerir novas adequações. A etapa seguinte é submeter ao Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável para aprovação e, em seguida, receber o aval do prefeito.

Fale com o CCEV, envie a sua matéria, mostre o Cariri como você também vê. É só clicar e falar diretamente no whatsapp

http://bit.ly/whatsccev

About Cariri como eu vejo

Olá! Eu sou Leo design web.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply