segunda-feira, 8 de abril de 2019

Espaço que deveria abrigar, leva risco aos garis no Crato


O local que deveria abrigar os servidores que atuam na limpeza pública na cidade do Crato está em situação tão precária, que oferece risco aos profissionais e população. Imagens chegadas a reportagem do site Badalo mostram a situação do prédio, além do risco estrutural promove a proliferação do mosquito Aedes aegypti.

São paredes que oferecem risco de desabamento, banheiro em condições insalubre, instalações elétricas em situação crítica, equipamentos que deveriam servir para a limpeza pública amontoados e jogados a céu aberto. O local tem parte do seu piso de terra batida, infiltrações em paredes ao ponto de expor os tijolos, mofo e lodo.

Em recente entrevista, os profissionais reclamaram da situação em que ele vivem. Reclamam que as condições tornam o local inabitável e reclamam do desrespeito com a categoria. “Não é porque trabalhamos com lixo que devemos ser tratados como lixo e trabalhar em situação como essa”, relatam.

O titular da Secretaria de meio Ambiente e desenvolvimento Urbano Brito Junior, Disse em recente entrevista ao site Badalo que há a intenção oferecer outro ponto de apoio aos servidores. Ele revelou ainda que a intenção é reformar o espaço para que depois disso os profissionais tenham condições de trabalho, enquanto estejam acomodados no local. Mas até o momento as melhorias não foram iniciadas.

Fonte Badalo

Nenhum comentário:

Postar um comentário